logo
/ Reprodução
Estilo de Vida 19/10/2020

5 raças de cães que podem ser perigosas

A agressividade de um cão é determinada mais por sua criação do que pela genética, de acordo com veterinários e criadores.

Mesmo os cães das raças consideradas mais agressivas, quando corretamente criados e treinados, são dóceis e companheiros e vivem em harmonia com seus donos e outros animais.

Entretanto, algumas raças são consideradas mais perigosas para criação, por fatores como temperamento, força, porte e até mesmo pela potência de suas mordidas. Esses animais, mesmo quando estão brincando, podem acabar ferindo seus donos.

Veja a lista de cães que podem ser perigosos:

1 – Pastor caucasiano

O cão pastor caucasiano pode pesar até 50 quilos e foi criado para ser cão de guarda nas montanhas do Cáucaso e defender o rebanho contra predadores de maior porte, como lobos e ursos. É extremamente territorialista, tem forte aversão a estranhos e é muito corajoso.

 

2 – Dogue Canário

Originário das Ilhas Canárias, na Espanha, era usado para cuidar do gado, como cão de guarda e também de briga. Seu temperamento é dominante, não gosta de intrusos e tem forte instinto de caça, sendo indicado para donos mais experientes.

 

3 – Pitt Bull

American Pitbull Terrier

Foto Ilustrativa

Os cães pitbulls são inteligentes e brincalhões e muito fortes, mas foram criados para lutar em rinhas de cães, portanto se forem adestrados de forma incorreta podem se tornar cães altamente perigosos. A mestiçagem inadequada dessa raça, segundo criadores, também é responsável por animais agressivos.

LEIA TAMBÉM:

4 – Rottweiller

São animais considerados muito inteligentes, extremamente fortes e excelentes cães de guarda. Os machos podem chegar a 60 quilos e a força de sua mordida pode chegar a 2 toneladas, tornando-o um animal perigoso se não for corretamente adestrado. Seu ataque a um ser humano pode ser fatal.

 

5 – Fila brasileiro

fila brasileiro

Os cães machos podem chegar a 75 centímetros de altura e a pesar 82 quilos. É um cachorro de personalidade forte, com alto instinto protetor, que deve ser treinado desde filhote devido à sua teimosia e a dificuldade de seguir ordens.  Pode ser perigoso para pessoas e animais estranhos.