Astrônomos detectam ondas da formação de buraco negro 150 vezes maior que o sol

Por Metro World News

Pesquisadores usando detectores de ondas gravitacionais detectaram uma onda com oito vezes a energia do sol vindo de 17 bilhões de anos-luz de distância.

Essa onda, segundo os cientistas, é resultado da fusão de um buraco negro 66 vezes maior que o nosso sol com outro buraco negro com pelo menos 85 vezes a massa solar.

O resultado é um monstruoso buraco negro 150 vezes mais massivo que nosso sol e que, em teoria, não deveria existir, segundo os pesquisadores das universidades que colaboraram no estudo dos dados.

De acordo com os cientistas, o sinal foi gerado por uma fonte que existiu quando o universo tinha cerca da metade de sua idade atual, tornando-se uma das fontes de ondas gravitacionais mais distantes detectadas até hoje.

'Se for verdade, temos um grande buraco negro feito de buracos negros menores, com buracos negros ainda menores dentro deles – como bonecas russas”, disse o pesquisador Simon Stevenson, da Swinburne University of Technology.

Loading...
Revisa el siguiente artículo