Sociedade Brasileira de Pediatria orienta pais quanto à rotina das crianças em casa

Entidade divulga documento com orientações práticas para ajudar pais a lidar com as crianças em casa neste período de isolamento social imposto pela pandemia de coronavírus

Por Heloísa Scognamiglio - Canguru News

Home office, tarefas domésticas e a rotina das crianças. Para muitos pais, a adaptação ao isolamento social não está sendo fácil. Pensando nisso, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou um documento com orientações práticas que visam auxiliar os pais e responsáveis a lidarem com as crianças e os adolescentes durante o confinamento imposto pela pandemia de coronavíus.

O objetivo das orientações, segundo nota da SBP, é evitar o estresse tóxico, que o órgão define como situações de adversidade que, quando vividas na infância, podem trazer uma série de prejuízos às crianças, como dificuldade para dormir, irritabilidade, piora da imunidade, ansiedade e depressão. “Todo esse novo contexto acende um importante sinal de alerta para o estresse tóxico”, adverte Liubiana Arantes de Araújo, presidente do Departamento Científico de Desenvolvimento e Comportamento da SBP.

Leia também – Quarentena: veja que cuidados tomar com os bebês e as crianças em casa

Confira abaixo 6 recomendações da SBP, que, segundo a entidade, foram baseadas em pesquisas da Neurociência e em publicações científicas recentes:

1. Organize os horários. É importante estabelecer o tempo de cada tarefa e planejar as atividades. A rotina das crianças deve incluir tempo de atenção dos pais e elas têm que permanecer sob supervisão quando preciso. Também é necessário planejar a agenda dos filhos, junto com eles, para manter em dia os estudos, a leitura, os exercícios, o sono e o ócio criativo.

2. Controle o uso das telas. Um dos maiores desafio dos pais neste época é fazer com que as crianças não fiquem o dia inteiro em frente às telas, seja no celular, no tablet, no computador ou na TV. Os pais devem se atentar para respeitar os limites que a SBP recomenda para cada faixa etária. Crianças menores de dois anos não devem ser expostas a telas, mesmo que passivamente.

Leia também – Sugestões de lanches saudáveis para fazer com as crianças na quarentena

3. Incentive as crianças a participarem das tarefas domésticas. Os pais podem incluir algumas tarefas domésticas na rotina das crianças – claro, sempre de acordo com as idades de cada uma.

4. Aproveitem os momentos em família. Já que estão todos em casa, é importante pensar em atividades que reúnam todos, durante as refeições, por exemplo. Esses momentos devem ser preenchidos com atividades alegres e prazerosas.

5. Realizem exercícios. A atividade física pode ser feita em conjunto com as crianças e incluída na rotina em mais de um horário do dia. Vale investir em exercícios de circuitos com travesseiros e garrafas plásticas, por exemplo, ou mesmo pular corda, dançar ou praticar artes marciais.

Leia também – Como pais e crianças podem manter o autodomínio durante a quarentena?

6. Faça uso da tecnologia. Os pais podem e devem estimular os pequenos a conversarem com os avós por videoconferência. O papo deve ser alegre e descontraído. Além disso, a conversa ainda pode servir para mostrar às crianças que os avós estão em boas condições de saúde, o que vai tranquilizá-las.

Veja aqui outras 5 recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a newsletter da Canguru News. É grátis! 

Loading...
Revisa el siguiente artículo