Crescer dói? Às vezes, sim

Por Canguru News

Seu filho vai dormir e começa a se queixar de dores nas pernas, principalmente atrás dos joelhos, na região da panturrilha e nas coxas? É possível que ele faça parte do contingente de crianças que sentem as chamadas dores do crescimento. Consultado pela Canguru News, o ortopedista pediátrico Marcelo Sternick, de Belo Horizonte, respondeu a seis dúvidas sobre esse diagnóstico, que muitos acreditam se tratar de um mito da medicina.

Em que idade esse quadro clínico é comum? Crianças de 4 ou 5 anos são mais propensas a apresentá-lo, mas a garotada entre 2 e 9 anos de idade pode se queixar.

Em qual horário essas queixas ocorrem? Normalmente à noite – e não é raro a criança acordar de madrugada reclamando de dor, principalmente atrás dos joelhos, na região da panturrilha e nas coxas.

O que causa a dor? Algumas teorias indicam que o crescimento dos ossos é maior que o dos músculos e tendões, o que os sobrecarrega. Outras, como a das linhas de crescimento Fise, afirmam que os ossos apertam a cartilagem por onde crescem. Mas não há um consenso na medicina.

Qual o tratamento? A dor do crescimento não é uma doença, mas sim uma ocorrência benigna. Algumas gotinhas de analgésico costumam trazer de volta a paz noturna. Quando o médico chega à conclusão de que a criança tem alguma contratura muscular, a orientação é fazer exercícios de alongamento.

Algo pode agravar os sintomas? Após um dia agitado, algumas crianças tendem a sentir mais dor. Na maioria das vezes, ela se alterna entre os membros: num dia aparece na perna direita, em outro, na esquerda. É comum que apareça com mais intensidade em uma delas. Não existe prazo determinado, mas geralmente as dores ocorrem uma vez por semana ou a cada quinze dias.

Como saber que não se trata de outra doença grave? Criança que sente dor deve ser levada ao consultório médico. É imprescindível observar se tem algum outro sintoma associado, como febre ou falta de apetite. E observar o padrão, se a dor muda de horário. Não desprezar as queixas dos pequenos é importante para um diagnóstico preciso e rápido.

Loading...
Revisa el siguiente artículo