Solidão pode causar tanto prejuízo quanto fumar uma cartela de cigarros por dia, aponta estudo

Por Metro World News

Os seres humanos são sociais por natureza, o que significa que, para sobreviver, é essencial manter amigos ou qualquer outra rede de contatos. É isso que as novas pesquisas apresentadas na 125ª Convenção Anual da Associação Americana de Psicologia revelam. Pessoas que sofrem de solidão e isolamento tendem a ter mais problemas de saúde do que se imaginava.

Segundo os especialistas, a solidão pode ser tão prejudicial quanto o tabagismo e a obesidade, afetando a redução da longevidade. Isso se tornou um problema de saúde pública, especialmente para adultos mais velhos que sofrem de abandono.

“Estar conectado socialmente a outras pessoas é considerado uma necessidade humana fundamental, crucial para o bem-estar e a sobrevivência”, disse a psicóloga Julianne Holt-Lunstad, da Universidade Brigham Young.

Um estudo da Associação Americana de Aposentados feito em 2010 com adultos de 45 anos ou mais descobriu que mais de um terço dos entrevistados se sentiam solitários e que a saúde precária andava de mãos dadas com a condição de abandono.

Para quantificar o impacto da solidão e do isolamento, Holt-Lunstad revisou um total de 218 estudos. A sua primeira análise constatou que uma maior conexão social está relacionada a uma redução de 50% no risco de morte prematura.

O segundo, que incluía dados de mais de 3,4 milhões de pessoas na América do Norte, Europa, Ásia e Austrália, sugere que o isolamento social, a solidão e a vida só podem ser tão prejudiciais à saúde de uma pessoa quanto outros riscos. O estudo da Associação Americana de Aposentados também concluiu que o isolamento prolongado traz os mesmos riscos à saúde que fumar 15 cigarros por dia.

“Há fortes evidências de que o isolamento social e a solidão aumentam significativamente o risco de mortalidade prematura, e a magnitude do risco excede a de muitos dos principais indicadores de saúde”, disse Holt-Lunstad.

A solidão tem consequências claras para a saúde mental, agravando a ansiedade, a depressão e os sintomas relacionados ao estresse. Além disso, sabote a saúde física.

Segundo dois pesquisadores, a solidão desencadeia uma resposta inflamatória e ameaça o sistema imunológico. Essas alterações podem até ser detectadas no nível celular. O nível de toxicidade da solidão é surpreendente.

 

Fonte: Nueva Mujer

Loading...
Revisa el siguiente artículo