Estilo de Vida

impressionante imagem captada pela NASA revela como é a ‘morte’ de uma estrela

O dinamarquês Tycho Brahe em 1952 estava entre aqueles que notaram um novo objeto brilhante na constelação Cassiopeia. Com muito estudo, o astrônomo mostrou que essa «nova estrela» estava muito além da Lua e que era possível que o universo além do Sol e dos planetas mudasse, de acordo com informações da NASA.

Agora os astrônomos já sabem que a nova estrela de Tycho não era nova. Em vez disso, sinalizou a morte de uma estrela em uma supernova, uma explosão tão brilhante que pode ofuscar a luz de uma galáxia inteira.

De acordo com a nota, em suas duas décadas de operação, o Observatório de Raios-X Chandra da Agência Especial Americana capturou imagens incomparáveis de muitos restos de supernovas.

Chandra revela um padrão intrigante de aglomerados brilhantes e áreas. E muitos questionamento já foram feitos pelos astrônomos.

E uma imagem recente captada pelo observatório está fornecendo muitas pistas. Para enfatizar os aglomerados na imagem e a natureza tridimensional de Tycho, os cientistas selecionaram duas faixas estreitas de energias de raios-X para isolar material (silício, cor vermelha) se afastando da Terra e se movendo em nossa direção (também silício, cor azul).

As outras cores (amarelo, verde, azul esverdeado, laranja e roxo) mostram uma ampla gama de diferentes energias e elementos, e uma mistura de direções. Nesta nova imagem, os dado foram combinados com um registro óptico das estrelas no mesmo campo de visão. Confira o arquivo:

Com informações da NASA

LEIA TAMBÉM: 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos