Social
Organizadores perseguem ‘lua gigante’ na rua enquanto ela segue para longe do festival; Assista
23 Setembro 2021 , às 13:00

Organizadores perseguem ‘lua gigante’ na rua enquanto ela segue para longe do festival; Assista

Um evento popular na china ganhou tons caóticos quando a principal atração decidiu ‘sair rolando’ do local do evento.

Coincidindo com o surgimento da lua cheia de setembro, alguns países do leste asiático celebram o Festival da Lua do Meio Outono. Porém, uma comemoração na província de Henan, na China, adquiriu tons caóticos quando a atração principal do evento, uma lua gigante, decidiu rolar para longe do local da comemoração.

Segundo publicação feita pelo Mirror UK, uma das principais características do evento são as decorações suntuosas de balões que imitam luas gigantes.

Na manhã de segunda-feira, um dos balões que decorava o evento realizado em Henan decidiu rolar para longe, fazendo com que organizadores do evento precisassem correr atrás do objeto ao longo da rua.

Por incrível que pareça, este não foi o primeiro caso de uma ‘lua fugitiva’ durante as celebrações do evento.

A lua gigante saiu rolando pela rua

No ano de 2016, durante as celebrações do festival em Fuzhou, província de Fujian, outra lua decidiu flutuar para longe das comemorações.

Fortes ventos fizeram com que as amarrações do balão se rompessem. Além de causar estragos na decoração do festival, a lua gigante também deixou um rastro de destruição por onde passou, colidindo com carros e causando estragos nas ruas. Felizmente, por ser leve, ninguém ficou ferido durante o incidente.

Confira também:

O festival da Lua asiático é uma comemoração que se assemelha ao festival da colheita celebrado no Reino Unido. Ele espera trazer boa sorte e alimentos abundantes no período de crescimento das plantações.

A celebração, que também é conhecida como Festival Mooncake ou Festival das Lanternas, é comemorada no Vietnã, na Coréia e na China.

As pessoas se reúnem para assistir a lua cheia enquanto comem bolos lunares, que são pequenas tortas recheadas de feijão vermelho ou pasta de semente de lótus, oferecidas à deusa da lua Chang’e. Acredita-se que a celebração data de 3.000 anos atrás, quando a realeza chinesa orou à lua por uma colheita abundante.