logo

photo-challenge-300-162Pelo segundo ano consecutivo um brasileiro está entre os três vencedores globais do Metro Photo Challenge.

Aos 21 anos, o diretor de fotografia Hugo Schmitt Takemoto, de Balneário Camboriú (SC), se destacou na categoria A Alma da Cidade. Os outros vencedores foram o russo Eduard Gordeev (Os Segredos da Cidade) e o húngaro Mark Mervai (O Amor na Cidade).

Takemoto se prepara agora para curtir seu prêmio: uma expedição fotográfica à Índia com tudo pago. “Estamos muito felizes com os resultados da edição deste ano, não apenas porque tivemos um aumento no número de fotografias inscritas, mas também porque as três fotos ganhadoras demonstram verdadeiramente a essência do concurso, fazendo uma reflexão sobre o tema de cada categoria. Esperamos ansiosamente a próxima edição, já que, assim como nossos leitores, temos paixão pela fotografia mundial”, afirma Francisco Contreras, diretor global de marketing do Metro Internacional.
Photo-Challenge11Hugo Schmitt Takemoto – Diretor de fotografia revela como idealizou imagem vencedora

Como foi sua experiência no Metro Photo Challenge?
Foi uma experiência totalmente nova, já que é o primeiro concurso de fotografia do qual participo. O que me motivou a me inscrever foi minha paixão por esta arte e a oportunidade de viajar para a Índia, o que, até agora, era um sonho distante.

Qual é a história por trás da sua foto?
Essa imagem simboliza minha atual fase de reflexão sobre a vida. Em meio a tantas perguntas, sinto que pude superar minha inquietação interna por meio desse registro. Aqui fui capaz de sintetizar todos os meus sentimentos em um momento no qual me questiono: É o homem que faz o seu meio ou o meio que faz o homem? Gosto de deixar perguntas abertas e provocar reflexão nas pessoas. No fim, é o nosso espírito crítico que nos move e nos faz evoluir.

Captura de Tela 2015-12-14 às 20.40.31Você gosta de retratar a paisagem urbana?
Tenho paixão por fotografar paisagens e as pessoas em momentos cotidianos, porque sinto que posso extrair a espontaneidade do instante e expressar minha própria visão sob essa perspectiva. Gosto muito de observar e refletir sobre tudo o que me rodeia e tento encontrar um pouco de mim em cada detalhe. Uso isso como exercício de evolução pessoal, para conhecer a mim mesmo por meio dos outros.

Como você se sente sendo um ganhador global que agora vai viajar à Índia?
Me sinto honrado em ter sido selecionado entre tanta gente! A Índia sempre foi um dos meus destinos dos sonhos. Estou certo de que será uma viagem incrível, cheia de momentos inesquecíveis, e que voltarei com um vasto conhecimento cultural e espiritual – e, com certeza, com muitas fotos.

‘O Meio Faz o Homem ou o Homem Faz o Meio’, de Hugo Takemoto Venceu na categoria - A Alma da Cidade

‘O Meio Faz o Homem ou o Homem Faz o Meio’, de Hugo Takemoto
Venceu na categoria – A Alma da Cidade

‘Lisboa Enevoada’,  do corretor de seguros russo Eduard Gordeev Venceu na categoria - Os Segredos da Cidade

‘Lisboa Enevoada’, do corretor de seguros russo Eduard Gordeev
Venceu na categoria – Os Segredos da Cidade

‘Faça Amor, não a Guerra’, do repórter fotográfico húngaro Mark Mervai Venceu na categoria - O Amor na Cidade

‘Faça Amor, não a Guerra’, do repórter fotográfico húngaro Mark Mervai
Venceu na categoria – O Amor na Cidade

Mais um: Diversidade pauta premiado pela Nikon
Diogo Moreira, de São Paulo, foi o vencedor na categoria Eu Sou a Diferença! By Nikon – exclusiva para brasileiros. Além de levar um kit com câmera digital DSLR D5230, ele acompanha os três premiados globais do MPC 2015 em uma expedição fotográfica para a Índia.

Foto do premiado Diogo Moreira, de São Paulo Venceu na categoria - Eu Sou a Diferença! by Nikon

Foto do premiado Diogo Moreira, de São Paulo
Venceu na categoria – Eu Sou a Diferença! by Nikon