logo
/ Reprodução/Instagram / Reprodução/Instagram
Esporte 03/06/2021

Para Rubinho, renovação e humildade fazem Red Bull peitar domínio da Mercedes na F1

Por : Portal da Band

Na estreia do programa Bandeirada, na Rádio Bandeirantes, o comentarista da Band Reginaldo Leme recebeu Rubens Barrichello. E um dos assuntos abordados com o ex-piloto da Fórmula 1 foi a briga acirrada entre Mercedes e Red Bull pelo título do Mundial. O brasileiro opina que a escuderia austríaca reconheceu os erros dos últimos anos para se colocar como rival à hegemonia da equipe e de Lewis Hamilton.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

“Eles tiveram a humildade de reconhecer alguns erros cometidos nos últimos três anos em relação ao que o túnel de vento falava para eles. Eu sempre declarei que a maior jogada de ter a mim e o Schumacher, na Ferrari, era a nossa transmissão para os engenheiros do que acontecia e a tradução do que vinha do túnel de vento para a pista. É isso que acontece com a Red Bull neste momento, que passa por renovação. O carro passa por um setup muito diferente dos outros”, analisou. Ouça a entrevista na íntegra abaixo.

Para Rubinho, as experimentações com sucesso da Red Bull incentivam outras equipes a brigar pelas primeiras posições do grid, como a McLaren e até a própria Ferrari.

Leia mais sobre Fórmula 1 no Portal da Band.

“A gente vê uma traseira do carro da Mercedes muito mais baixa do que o da Red Bull. A gente vê uma McLaren um tequinho no meio entre uma e outra. Ou seja, as pessoas estão testando. Já que a Red Bull acertou, numa pista como essa de Monte Carlo, não tenha dúvida de que a gente os teria andando muito bem porque, em outros GPs, por lá, eles ganharam mesmo não tendo essa velocidade que tiveram nesta, né? Eu já tinha falado, inclusive, que a Ferrari está mais forte, volta mais forte. Resta a gente saber, quando tiver uma prova com retas longas, o que vai acontecer”, opinou, dizendo que o restante da temporada tem tudo para manter esse equilíbrio, que não foi visto nas últimas temporadas, dominadas pelo heptacampeão Hamilton.

Experiência na Stock Car e filho nas pistas

Aos 49 anos, o veterano das pistas também falou sobre a forte disputa na Stock Car de 2021 e como é dividir a pista com outros pilotos brasileiros de destaque no automobilismo internacional, como o também ex-Fórmula 1 Felipe Massa e Tony Kanaan, com larga passagem pela Indy Car.

“A Stock Car tem a chance de cada vez mais não só a maior força do Brasil como continuar atraindo pilotos de fora. O muito legal é que, toda vez que encontro o Alonso, ele me pergunta da Stock Car. É uma categoria interessante para os pilotos de fora, para nós”, comemorou Barrichello.