logo

“No meio do caminho tinha uma pedra. Tinha uma pedra no meio do caminho”, escreveu Carlos Drummond de Andrade, lá em 1928. As pedras, os obstáculos da vida, o mundo da bola intuitivamente chamados de pedreiras. Pois é disso que se trata a 2º rodada do Campeonato Paulista, que reserva, nada mais nada menos, que um Corinthians e Palmeiras, às 19h desta quarta-feira (3), na Neo Química Arena.

“Nunca me esquecerei desse acontecimento”, prossegue o verso da obra. Nas linhas redondas do quadrado verde, também se trata de um Dérbi em um momento bastante peculiar, já que o Verdão entra em campo entre os dois jogos da final da Copa do Brasil contra o Grêmio – o primeiro, no último domingo, e o segundo, no próximo. Por isso, o técnico Abel Ferreira confirmou na lista de inscritos para o jogo a expectativa de mandar a campo um time considerado reserva.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Do lado corintiano, a pedreira também não é das mais pequenas. Apesar de estar há três jogos sem levar gols, os comandados de Vagner Mancini têm passado uma fase de seca no ataque, que já completou quatro partidas sem balançar as redes do adversário.

Só que há também novas pedras no caminho corintiano, no sentido metafórico de Drummond. Os testes de rotina apontaram 19 pessoas, entre integrantes da comissão técnica, dirigentes e jogadores, infectadas com o novo coronavírus.

Durante a tarde o alvinegro confirmou que oito dos que testaram positivo são jogadores e, portanto, estão fora do duelo: Cássio,  Guilherme, Fábio Santos,  Fagner, Raul Gustavo, Gabriel, Ramiro e Cauê. Apesar disso, a diretoria confirmou no meio da tarde de ontem que não pediria o adiamento da partida.

Ontem, também, o alvinegro conheceu seu adversário da primeira fase da próxima edição da Copa do Brasil, em sorteio realizado pela CBF: será o Salgueiro-PE.

Mas o clássico não é a única atração do Paulista hoje. Às 17h, no interior, contra a Inter de Limeira, o São Paulo ainda tenta encontrar o caminho das pedras com o novo técnico Hernán Crespo, que busca a primeira vitória no comando do Tricolor.

Quem também entra em ação é o Santos, no mesmo horário. Na Vila Belmiro, o Peixe encara a Ferroviária ainda sob a batuta do interino Marcelo Fernandes, já que o recém contratado Ariel Holan aguarda documentação para poder fazer sua estreia.