Sucesso do Palmeiras deixa Libertadores mais viável para Corinthians e Santos

Por Metro

As ironias do destino fazem – e muito – parte do universo do futebol. Com o triunfo do Palmeiras na Libertadores, o sistema de divisão de vagas para a próxima edição do torneio continental pode favorecer os rivais Corinthians e Santos, que entram em campo hoje pelo Campeonato Brasileiro.

O tradicional G-6 do nacional, que cede quatro vagas diretas e duas para fase preliminar, pode virar até G-8, dependendo da posição alviverde na tabela.

Por ser campeão, o Palmeiras estará na Libertadores. Assim, se ao final do Brasileiro, o Verdão ficar no bloco, mais uma vaga será aberta. E tem mais, os palmeirenses também estão na final da Copa do Brasil, contra o Grêmio. Se os gaúchos também estiverem no pelotão da frente – independente de quem se sagre campeão –, teremos um G-8. Hoje, ambos estão lá em  cima.

Essa mudança reviveu as esperanças de clubes que viam a possibilidade de ingressar no grupo mais distante. Casos de Corinthians e Santos, ambos com 45 pontos, na 10ª e 11ª posição, respectivamente (veja na classificação ao lado).

Por isso, o duelo entre Timão  e Ceará, às 21h30, na Neo Química Arena, ganhou contornos de decisão, ainda mais porque o Vozão também soma os mesmos 45 pontos (9º).

O escolhido para conceder entrevista coletiva ontem foi Gustavo Mosquito, que classificou desta forma a partida: “É o jogo da vida contra o Ceará, são confrontos diretos que a gente não pode deixar escapar esses pontos. Se a gente almeja essa Libertadores, é muito importante vencer.”

Um pouco antes, às 16h, quem entra em ação é o Santos, justamente o time derrotado na final da Libertadores do último sábado. A parada será duríssma, contra o próprio Grêmio – a quem eliminou nas quartas de final do torneio continental –, em Porto Alegre.

Para o duelo, agora fundamental, Cuca não poderá contar com a dupla Marinho e Soteldo, que se lesionaram no jogo decisivo contra o Palmeiras.  

Loading...
Revisa el siguiente artículo