Futebol: confira mudanças de regras do esporte para a temporada 2020/21

International Board divulga alterações nos critérios de bola na mão, ‘lei da vantagem’, cobrança de pênaltis e VAR

Por Metro World News

O futebol está paralisado por conta da pandemia do novo coronavírus. Mas, quando voltar, terá mudanças. A International Board, órgão que regulamenta as regras do esporte, divulgou algumas mudanças para a temporada 2020/21. A principal mudança entre as diversas orientações para os árbitros é referente à regra de mão na bola.

“Com a finalidade de determinar com clareza a infração de mão”, segundo comunicado da entidade, fica estabelecido que o toque no começo do braço, na junção com a axila, não será mais considerado infração.

Outra novidade é que o toque de mão involuntário no ataque só deve ser assinalado caso leve diretamente “a uma ocasião manifesta de gol”. Exatamente o oposto da última – e polêmica – recomendação, que pedia que os árbitros marcassem falta em qualquer toque da bola na mão na de um jogador atacante.

Veja também:
‘Caso Ronaldinho’: Hotel da prisão domiciliar tem diária a partir de R$ 1,5 mil
Luciana Gimenez comenta relação com Mick Jagger: ‘Podia ser melhor’

Outra mudança importante está nas cobranças de pênaltis. O documento da International Board orienta que uma infração do goleiro, como se adiantar antes da cobrança, só deve ser punida caso a ação influencie diretamente o resultado final. Ou seja, se o batedor mandar a bola na trave ou para fora, a cobrança não deve ser repetida.

E tem mais: a partir de agora, se o árbitro permitir a cobrança de uma falta rapidamente ou der vantagem após uma falta que interfira em um lance claro de ataque, o cartão amarelo não será mais exibido.

O VAR também não foi esquecido na nova lista de recomendações. A entidade aponta que “sempre que o incidente revisado seja suscetível a considerações subjetivas, o árbitro deve revisá-lo no monitor à beira do campo”. Ou seja, está garantido o assunto para discussões em rodas de bar – quando estiver liberado, claro.

Loading...
Revisa el siguiente artículo