Esporte

São Paulo tentou, mas Ceni não abriu mão de multa rescisória

Demitido do São Paulo no último dia três, Rogério Ceni não abriu mão de parte da multa pela sua saída. O clube do Morumbi tentou convencer o treinador, que não aceitou.

De acordo com informações do jornalista Jorge Nicola, da Rádio Bandeirantes, o comandante, que curte um período de descanso nos Estados Unidos, não quis sequer abrir negociação e exige o pagamento de 100% da multa, no valor de R$ 5 milhões.

Para não prejudicar muito o fluxo de caixa, o presidente do Tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, vai tentar convencer Ceni a receber o pagamento em dez parcelas.

Além do alto valor, a multa vai render mais dor de cabeça a Leco. Os conselheiros do clube exigem uma reunião para pedir explicações do mandatário sobre a situação.

Rogério Ceni foi demitido do São Paulo no dia 3 de julho, após 37 jogos à frente do São Paulo. E somou 14 vitórias, 13 empates e dez derrotas, além de 55 gols pró e 42 gols contra e 49,5% de aproveitamento.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos