Esporte

Com Cuca, superstição da calça vinho volta ao Palmeiras

A torcida palmeirense está em êxtase com o retorno de Cuca, campeão brasileiro do ano passado. Na terça-feira (9), o treinador, que tem contrato até o final de 2018 e vencimentos na casa dos R$ 800 mil, foi apresentado na Academia de Futebol, destacou o momento vivido pelo Verdão e adiantou que terá muito trabalho pela frente.

“É um trabalho muito difícil, responsabilidade muito maior, mas com conhecimento de casa bom, o que abrevia o trabalho. Todos sabem o carinho que tenho pelo clube. O Palmeiras tem necessidade de brigar pelos títulos, mas não obrigação. Os jogadores têm que executar com tranquilidade e acabar com essa pressão que existe por conta do investimento”, ponderou o comandante de 53 anos.

Cuca também explicou que fim levou a calça vinho que passou a usar durante os jogos. Supersticioso, ainda que não assuma, o treinador passou a adorar a peça como um talismã da sorte. E a torcida foi na onda. Tanto que o “estilo Cuca” rendeu milhares de postagens nas redes sociais. O povo quer saber da calça.

Bem, não está mais com ele. A pedido do clube, ele deixou a peça para um futuro museu dentro da sala de troféus do Allianz Parque – que ainda não começou a ser construída.

A ligação Cuca/Calça/Torcida/Palmeiras é tanta que, ao oficializar a contratação do treinador na última sexta-feira,o clube publicou nas redes sociais dois emojis: o primeiro era de uma calça e o outro, de uma taça de vinho.

O técnico comprou a roupa na loja TNG, no Shopping Morumbi. Até agora, porém, ninguém  informou se o clube vai devolver a calça, se o técnico vai adquirir uma nova ou se vai adotar algum outro amuleto. O mistério deve ser desfeito domingo, na estreia do treinador, contra o Vasco, na casa palmeirense, pelo Brasileirão.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos