Esporte

Anderson Silva volta a vencer no octógono após jejum de 4 anos

 

Grande estrela do card do UFC 208, Anderson Silva aceitou o desafio de, mesmo só com cinco semanas de treino, encarar um adversário oito anos mais novo. E tamanha adversidade desta vez não pesou contra o veterano brasileiro, que colecionou nova vitória para o seu cartel e quebrou o jejum de mais de quatro anos que o incomodava desde 2012.

O show em questão, realizado na madrugada de sábado para domingo, marcou o retorno do UFC à cidade de Nova York, nos EUA, e trouxe um brasileiro mais lento do que de costume, embora mais ofensivo do que nas apresentações que lhe custaram algumas manchas em seu cartel. Mas, como todo bom enredo de lenda do esporte, o Spider soube lidar com as adversidades e garantiu o triunfo por pontos sobre o americano Derek Brunson por decisão unânime dos juízes, nos peso-médios.

Emocionado após voltar a triunfar no octógono e receber aplausos de todos os presentes, Anderson encontrou dificuldades para falar, mas fez questão de deixar claro que ainda pretende lutar MMA, mesmo aos 41 anos.

“Estou muito feliz. Trabalho duro faz anos para estar aqui. As vezes tenho dores, as vezes tenho que treinar por meses longe da minha família. Sei que estou velho para lutar, mas sigo lutando porquê é o que eu amo fazer. Agora eu venho para me divertir. Apesar de sentir o peso da idade e cansar mais”, disse.

Nos demais embates, Ronaldo ‘Jacaré’ Souza finalizou  Tim Boetsch e Glover Teixeira venceu Jared Cannonier por pontos.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos