Esporte

Felipe Melo rebate fama, mas avisa: se precisar, dou tapa na cara

O volante Felipe Melo foi finalmente apresentado nesta terça-feira como novo reforço do Palmeiras para 2017. Após 12 anos na Europa, o jogador teve que responder muitas perguntas sobre seu estilo de jogo. Ele reclamou da fama que, segundo ele, a imprensa construiu sobre ele ser violento, mas mandou seu recado: “se precisar dar tapa na cara de uruguaio, eu vou dar”.

Felipe Melo disse que sua média de expulsões não é alta para um jogador da sua posição e disse que também tem muita técnica, caso contrário não ficaria tanto tempo na Europa em clubes de ponta.

“Eu acho que essa situação foi criada por vocês da imprensa, de que Felipe Melo é maldoso, mas eu fui menos expulso que o Fernandinho da seleção, tenho menos amarelo que o Gabriel Jesus e eu não vejo ninguém falando isso. Em vez de falar coisas boas , mostrar os troféus que eu levantei, boas jogadas, mostravam uma expulsão de 2010, de 2009. Felipe Melo não é só porrada, é técnica também, e isso me fez ficar 12 anos na Europa e sempre em times grandes. Mas se precisar dar tapa na cara de uruguaio, isso faz parte da minha forma de jogar, sempre com responsabilidade, porque não posso deixar minha equipe com um jogador a menos”, disse ele.

Para o volante, esse mito que se criou dele ser violento, foi fruto de inveja daqueels que gostariam de contar com seu futebol em seu time. Sobre a concorrência que o Palmeiras sofreu para contratá-lo, Felipe Melo disse que só conversou também com Marco Aurélio Cunha, ex-dirigente do São Paulo, mas que mandou mensagem para ele assim que fechou acordo verbal com o alviverde.

“Estou muito honrado e sou o primeiro a ter expectativas grande sobre o que podemos conquistar. Sobre os contras depende do ponto de vista, se fala muito de expulsões e cartões, mas nos últimos anos tenho um cartão vermelho a cada 50 jogos, e para um meio campo que faz o trabalho sujo é pouca expulsão. Tem muita gente que critica porque tem inveja e gostaria do Felipe Melo no time. O Palmeiras fez um esforço muito grande pra me trazer e me senti importante. Sei da minha responsabilidade aqui dentro de ajudar e ser ajudado”, contou.

A grande missão do Palmeiras para 2017 é o título da Libertadores, que o clube conquistou em 1999, mas Felipe Melo garante que o time vai em busca de todos os títulos que disputar. Felipe Melo já disputou a competição antes de ir para a Europa, mas era muito garoto. Agora, ele garante estar pronto para assumir o papel de ator principal na equipe alviverde.

“Quando o Alexandre Mattos me ligou ele disse que o time estava sendo montado para chegar em todas competições, não só a Libertadores. Queremos ganhar tudo, a gente sabe das dificuldades, mas eu estou muito confiante de que a gente vai fazer um bom trabalho. Assim como o torcedor, na gente sonha também em fazer nossa história no clube. Joguei a libertadores muito garoto, era coadjuvante e hoje eu venho como ator principal”, declarou.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos