Esporte

Atletas reclamam do mau cheiro na Lagoa de Jacarepaguá

selo-rio-2016Após os eventos-teste do handebol, da Olimpíada, e do goalball (para cegos), da Paralimpíada, na semana passada, os atletas foram unânimes em elogiar as instalações da Arena do Futuro, mas fizeram coro na reclamação: há algo de podre que vem da Lagoa de Jacarepaguá.

Arena mais próxima das águas no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, fica notório pelo mau cheiro que não foi cumprido o legado dos Jogos com a despoluição. A Cedae faz intervenções no esgoto da área  (obras de R$ 72 milhões), mas na crise do Estado a limpeza de fato ficou restrita a obras no Canal da Joatinga.

Apesar de ter a mesma capacidade de público de 12 mil pessoas da Arena Olímpica (a HSBC Arena feita para o Pan de 2007), a do Futuro é mais confortável, tanto  na  visão  quanto  em  relação  às  cadeiras.  A que vai abrigar a ginástica artística tem espaço menor para as pernas e é mais  inclinada.

Na  nova,  após subir 50 degraus já se chega ao assento  mais  alto.  Para os atletas do goalball, que jogam com uma bola guizo e precisam de silêncio, o eco pode atrapalhar.

Mas não espere refinamento no acabamento da arena de R$ 133,4 milhões, que é temporária e vai virar quatro escolas pós-Jogos. “O acabamento em algumas partes é ‘no osso’. A gente não vai ter luxo nos Jogos”, reconhece o diretor de Esportes do Comitê Organizador Rio 2016, Rodrigo Garcia. Ele explica que há plano de contingência para aliviar o cheiro, mas a situação ainda será avaliada.

Veja também:
Após gol decisivo no Carioca, Rafael Vaz diz: ‘não teremos facilidades na Série B’
Até o fim do ano, cidade do Rio terá mais de mil radares

Nos eventos-teste foram feitos os sorteios dos grupos do handebol.  A seleção feminina vai enfrentar a bicampeã olímpica e campeã mundial de 2015, Noruega, na 10ª fase no Grupo A.

A tática do técnico dinamarquês Morten Soubak foi enfrentar o grupo mais difícil no início. Sem chances de medalha, a tática masculina foi a oposta, e o técnico espanhol Jordi Ribera preferiu ficar no Grupo B, oposto à França, tentando a classificação. O Brasil pôde escolher o grupo por ser país-sede. Mas a  tabela  e  os  cruzamentos ainda serão definidos.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos