Esporte

Grêmio encara o San Lorenzo para se distanciar dos argentinos

O grau de emoção e nervosismo, além da quantidade de unhas que serão roídas nos últimos dois jogos do Grêmio na Libertadores, serão definidos esta noite. O resultado do jogo contra o San Lorenzo, às 21h45, será o indicador do quão tortuosas serão as rodadas finais.

Na semana passada, os dois times ficaram na igualdade na Arena Grêmio.

Uma vitória em Buenos Aires praticamente elimina os argentinos e facilita a vida gremista. Empate no Nuevo Gasómetro mantém o grupo embolado, além de o Grêmio poder ser ultrapassado pela LDU, caso os equatorianos vençam o Toluca, no dia 5.

Se derrotado, existe a possibilidade de o Tricolor terminar a rodada na lanterna do Grupo 6.

O técnico Roger Machado manterá a escalação do time. Giuliano treinou normalmente ontem e teve sua presença em campo confirmada. Há a expectativa de que o San Lorenzo pressione nos primeiros minutos de partida.

Os argentinos também devem repetir a formação de uma semana atrás. Apesar de não haver mudanças nas escalações, os gremistas acreditam que o confronto terá diferenças. Na visão gremista, haverá mais espaços, principalmente para encaixar contra-ataques.

“Acredito que eles vão sair mais do que lá em Porto Alegre. Para o Grêmio, isso é bom. Temos jogadores rápidos. Temos que sofrer na marcação e ser mortais no contra-ataque”, pontuou o volante Edinho.

O destino do Grêmio na Libertadores não será sacramentado esta noite, mas o jogo contra o time do Papa definirá quanto e se os gremistas terão que rezar para avançarem de fase na Libertadores.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos