Esporte

VÍDEO: cinegrafista ‘atropela’ Bolt após vitória nos 200m do Mundial

Após conquistar o tetracampeonato mundial nos 200 m rasos do Mundial de Atletismo, o jamaicano Usain Bolt foi protagonista de uma cena hilária! Durante a volta olímpica, Bolt foi surpreendido por um cinegrafista que perdeu o controle do seu «segway», caiu e acabou levando o atleta junto. Assista:

Bolt supera Gatlin de novo e é tetra nos 200m

O astro jamaicano Usain Bolt voltou a voar no Ninho de Pássaro e sagrou-se campeão mundial dos 200 m pela quarta vez seguida, nesta quinta-feira, em Pequim, ao superar novamente o americano Justin Gatlin, que já havia sido derrotado na final dos 100m.

O “Raio” caiu mais uma vez na capital chinesa, com o tempo incrível de 19s55 centésimos, melhor marca da temporada, quase dois centésimos à frente de Gatlin (19s74). O sul-africano Anaso Jobodwana (19s87) completou o pódio.

Como aconteceu no domingo, Gatlin fez uma grande largada, chegou a disputar o título com o Bolt até o meio da prova, mas nada pôde fazer diante da reta final arrasadora do jamaicano.

O homem mais rápido do mundo repetiu no Ninho do Pássaro o feito de 2008, quando despontou como a grande estrela do atletismo mundial ao se consagrar campeão olímpico dos 100m e 200m, além do revezamento 4x100m, prova que voltará a disputar no sábado.

Desde então, Bolt repetiu a dose ao defender seus três títulos quatro anos depois, em Londres, e mostrou força a um ano de tentar o “triplo tricampeonato” no Rio de Janeiro, em 2016.

Em Mundiais, o jamaicano de 29 anos soma nada menos de 12 medalhas, 10 delas de ouro.

O único título que deixou escapar desde as Olimpíadas de Pequim foi em Daegu-2011, quando queimou a largada da final dos 100 m, deixando o caminho livre para o compatriota Johan Blake.

Já Gatlin, que ostentava marcas superiores às do jamaicano na temporada, voltou a amargar um vice-campeonato, para o alívio de muitos fãs de atletismo, que não perdoam seu passado de atleta dopado.

O americano de 33 anos foi suspenso duas vezes por uso de substâncias proibidas, totalizando cinco anos de gancho.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos