Esporte

Marcos Assunção admite soco em Valdivia e ataca: ‘é um bosta’

Marcos Assunção atacou seu ex-companheiro de Palmeiras | Ricardo Saibun/Agif/Folhapress
Marcos Assunção atacou seu ex-companheiro de Palmeiras | Ricardo Saibun/Agif/Folhapress

Marcos Assunção rebateu as críticas de Valdivia. Na segunda-feira, o chileno afirmou ao “Estado de S. Paulo” que o ex-companheiro “falava que estava jogando no sacrifício” e “saía como o cara que estava se matando pelo time sozinho”. Nesta terça, foi a vez do ex-volante rebater. Em entrevista ao “Diário de S. Paulo”, Assunção detonou o meia.

“O Valdivia é um bosta. Está falando essas coisas para sair como o bonzão. Quer tirar o dele da reta”, afirmou Assunção, que admitiu ter dado um soco no chileno.

O episódio ocorreu dias antes da partida contra o Flamengo, que acabou sendo decisiva para o rebaixamento do Palmeiras no Campeonato Brasileiro de 2012. Segundo o volante, o técnico Gilson Kleina e o gerente César Sampaio queriam conversar com ele porque o elenco estaria insatisfeito com suas declarações. A agressão ocorreu depois deste pedido, como Assunção detalhou.

“Eu perguntei para o (dirigente César) Sampaio se era o Valdivia quem tinha reclamado. Sabia que ele falava mal de mim pelas costas. O Sampaio confirmou. Fiquei maluco. Na mesma hora, pedi uma reunião com o grupo no vestiário. O Kleina começou dizendo que tinha de acabar com essa palhaçada de um falar mal do outro. O Valdivia cortou o Kleina e discutimos feio. Disse que ele era o último que podia falar mal de mim. O cara era um sem vergonha. Vivia fazendo corpo-mole. O sangue subiu e, quando ele chegou perto, eu dei um soco na cara dele”, afirmou Assunção, que continuou.

“Eu vinha tomando infiltrações para estar em campo… disse para o Sampaio que, se o errado na história era eu, eles podiam ficar tranquilos porque eu não ia mais jogar enquanto não estivesse bem”, completou Assunção, que afirmou ter sido cumprimentado pelos companheiros pelo soco em Valdivia.

À época, Marcos Assunção desmentiu o ocorrido. No entanto, o volante explicou por que decidiu revelar a história.

“Eu nunca fui de polêmica. Mas, como o Valdivia resolveu falar, achei melhor contar a verdade. Não podia ficar sem resposta”, disse o volante.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos