logo
Esporte
Esporte 29/04/2015

Mineirinho fala ao Metro das expectativas sobre o Mundial de Surfe

Adriano de Souza, o Mineirinho, lidera o mundial de surfe | Divulgação

Adriano de Souza, o Mineirinho, lidera o mundial de surfe | Divulgação

O brasileiro Adriano de Souza, 28 anos, vencedor da 3a etapa do Mundial de Surfe, em Margaret River, e líder do campeonato, falou com o Metro sobre as suas expectativas.

Você é um dos melhores brasileiros da história do surfe, o cara que mais vezes venceu a lenda Kelly Slater em baterias. Como enxerga essa responsabilidade
Não enxergo como responsabilidade. Quando estou na água, quero ser sempre o melhor e dedico minha vida a isso. Fico feliz em ser reconhecido desta forma, mas pretendo escrever mais capítulos nessa minha história que atinge dez anos em 2015.

Com a vitória em Margaret River (AUS), você é o líder do Mundial. Como projeta o restante do torneio?
Será uma competição dura. A consistência fará a diferença. Temos no mínimo sete surfistas em ótima fase e com claras chances de serem campeões. A turma deste ano é extremamente qualificada.

O Brazilian Storm (apelido dos brasileiros na elite do surfe) vai dar bastante trabalho mais uma vez? 
Já estamos dando. Os brasileiros estão em ótima fase, assim como os australianos, ambos dividindo as primeiras posições do ranking. Será uma briga dura em que a consistência será a chave para quem quiser ser campeão. E eu quero o título.

O surfe ganhou muito destaque no Brasil com a conquista de Gabriel Medina. O que esse prestígio ajuda os demais atletas do país? Como é sua relação com ele?
É muito bom, pois dá visibilidade para o surfe brasileiro, atrai novos seguidores e, com isso, surgem novos atletas. E isso é bom para todas as partes. Sou amigo do Gabriel e nos damos bem, mas na água não tem jeito, somos rivais.

Como os vocês são vistos e tratados nos outros países?
Os brasileiros são tratados com muito respeito em todos os lugares. Os fãs do surfe nos tratam muito bem, assim como os outros atletas do tour.

Quais os principais problemas e virtudes do surfe no Brasil?
Temos praias lindas e muitos surfistas talentosos. Com essa exposição recente estamos conseguindo também mais apoio para lutar e manter esta boa onda do surfe nacional.

Qual é o seu conselho para quem deseja seguir profissionalmente no esporte?
Estudo, treino e dedicação. E, claro, persistir sempre.