logo
Esporte
Esporte 27/04/2015

Oswaldo de Oliveira não quer saber de vantagem na final

Ex-treinador santista, Oswaldo de Oliveira reecontra o Santos na final do Paulistão | Divulgação/Site Palmeiras

Oswaldo de Oliveira na vitória do Palmeiras sobre Santos no Allianz Parque | Divulgação/Site Palmeiras

Apesar de o Palmeiras pode jogar pelo empate domingo diante do Santos, na Vila Belmiro, para ser campeão paulista, Oswaldo Oliveira rechaçou essa ideia.

“Vamos lá para ganhar o jogo, não vou para segurar resultado”, disse em entrevista coletiva após a vitória por 1 a 0, no Allianz Parque.

No entanto, o técnico lamentou o fato de o seu time ter desperdiçado pênalti com Dudu. “Que podia ser melhor, podia. No lance da expulsão (de Paulo Ricardo), teve o pênalti e nós desperdiçamos. Era um momento crucial, tanto no aspecto psicológico quanto no aspecto técnico e tático. Infelizmente não aproveitamos, mas ganhamos o jogo. Isso significa que precisamos ser derrotados lá em Santos. É uma vantagem significativa, um resultado excelente”.

Oswaldo de Oliveira ainda comentou a sua expulsão  no intervalo da partida pelo árbitro Vinicius Furlan.

“Eu fui expulso porque entrei no campo quando acabou o primeiro tempo, mas entrei para tirar meus jogadores. Meu erro foi que me dirigi ao árbitro. Aproveitei e disse a ele que não marcou uma falta semelhante à que marcou contra nós, não deu cartão. Simplesmente. Ele alega que entrei no campo, mas eu digo que fui para tirar os nossos jogadores que estavam lá. O primeiro tempo estava encerrado, se tivesse bola rolando, claro que eu não iria lá”.