logo
Esporte
Esporte 22/04/2015

‘Tive sorte’, diz Fernado Prass após eliminar o Corinthians no Paulistão

Fernando Prass defendeu duas cobranças de pênalti contra o Corinthians | Rodrigo Gazzanel/Futura Press

Fernando Prass defendeu duas cobranças de pênalti contra o Corinthians | Rodrigo Gazzanel/Futura Press

O goleiro Fernando Prass não fez nenhum dos gols do Palmeiras no empate por 2 a 2 com o Corinthians. Muito menos cobrou pênaltis na disputa. Mas o camisa 1 defendeu as cobranças de Elias e Petros – esta última, a que garantiu a classificação alviverde para a final do Campeonato Paulista.

Nesta terça-feira, Prass afirmou que teve sorte nos lances que decidiram o Dérbi, disputado na Arena Corinthians.

“Pênalti é muito do momento, do batedor. Claro que tem algumas valências físicas que você tem que ter, como uma explosão muito boa, mas tem que contar com sorte também. Dificilmente o goleiro sai depois da batida da bola, então tem que contar também com um pouco de sorte. Nesse jogo eu contei”, afirmou.

Prass também revelou que tentou desestabilizar Petros. O arqueiro disse: “Acabou, Petros. Acabou”, ao volante corintiano.

O goleiro tem que fazer alguma coisa para tirar a concentração do batedor. Se ele colocar a bola ali tranquilinho, a chance de fazer o gol é muito grande. O próprio Petros usou uma técnica para me desconcentrar, porque o goleiro também fica tenso. O Petros ficou 10, 15 segundos parado e não vinha para a bola. É jogo psicológico”, justificou.

Contra o Santos, no domingo, na Arena Palmeiras, o Verdão pode ter novidades em relação à equipe que despachou o Corinthians nos pênaltis. Capitão do time, o lateral-esquerdo Zé Roberto se recupera de lesão na coxa direita. O camisa 11 deve retornar ao time.

O lateral Victor Luis, o zagueiro Vitor Hugo e o atacante Leandro Pereira cumpriram suspensão. Já o atacante Cristaldo também se recupera de lesão.