logo
Esporte
Esporte 16/04/2015

‘Faltou espírito de Libertadores’, diz Levir sobre derrota

Levir diz que faltou "espírito de Libertadores" | Bruno Cantini/Atlético-MG

Levir diz que faltou “espírito de Libertadores”
| Bruno Cantini/Atlético-MG

O técnico Levir Culpi tem uma explicação para a derrota do Atlético-MG para o Atlas-MEX por 1 a 0, na última quarta-feira, no Jalisco, pela Taça Libertadores: a falta de espírito da competição nos atletas.

“Sinceramente, sim (faltou ‘espírito de Libertadores’). Quero incluir todos, inclusive a mim. Não jogamos da maneira necessária. O resultado acabou sendo justo. O Atlas esteve mais perto de marcar que o Atlético. No Atlético, é sempre assim. Foi criada uma situação e estamos levando para o último jogo em casa, que seja da recuperação e da classificação”, disse.

O treinador alvinegro ainda assumiu a responsabilidade pelo baixo rendimento da equipe diante dos mexicanos e confia na classificação às oitavas de final.

“Tem uma explicação, mas ninguém entende. Acho que o principal responsável sou eu. Não sei exatamente onde errei, mas a responsabilidade é minha. O time não correspondeu. Houve alguma coisa que teve uma pane. Levando-se em consideração que o Atlas é bom e nosso grupo é o mais difícil, tanto que vai para a última rodada sem saber os classificados. Mas temos a oportunidade ainda e vamos nos agarrar nela”, concluiu.

Para conquistar a classificação à próxima fase, o Atlético precisará derrotar o Colo-Colo-CHI por dois gols ou mais de diferença. Um empate, vitória adversária ou qualquer vitória do Galo por apenas um gol de diferença elimina o Alvinegro.