logo
Esporte
Esporte 15/04/2015

São Paulo vira em cima do Danubio e se mantém vivo na Libertadores

Pato comemora com Luís Fabiano o primeiro gol do São Paulo | Andres Stapff/Reuters

Pato comemora com Luís Fabiano o primeiro gol do São Paulo | Andres Stapff/Reuters

O São Paulo foi para mais uma decisão no Uruguai. Jogando contra o Danubio, lanterninha do Grupo 2 Da Libertadores, o Tricolor venceu por 2 a 1, com o gol da vitória sendo marcado aos 45 minutos do segundo tempo.

Mesmo precisando da vitória, o São Paulo não fez muita coisa para tirar o zero do placar no primeiro tempo. Diante de um Danubio que não mostrava força, o Tricolor teve duas chances de gols, que não soube aproveitar, mas de resto jogou muito mal e por alguns instantes chegou a ser pressionado pelo time uruguaio.

Na volta para o segundo veio o castigo tricolor. Com dois minutos de jogo, após cobrança de falta, a zaga são-paulina afastou mal e Sosa pegou de primeira, de muito longe. Um petardo que contou com a colaboração de Rogério, que quase não esboçou reação. O Danubio estava na frente do placar.

Logo após o gol sofrido, Milton Cruz resolveu colocar Luis Fabiano no lugar de Rodrigo Caio, querendo deixar o São Paulo mais no campo de ataque. Após quase osofrer o segundo gol em um contra-ataque perigoso, o Tricolor conseguiu o empate com Alexandre Pato, que tocou de cabeça após cruzamento da esquerda de Michel Bastos.

Com os gols, a partida ficou um pouco mais aberta, e o time uruguaio assustava o gol de Rogério Ceni. O São Paulo seguiu brigando muito e aos 27 minutos teve a melhor oportunidade de virar o jogo. Em novo cruzamento de Michel Bastos, Pato cabeceou à queima roupa, e o goleiro do Danubio fez grande defesa.

A partida, no entanto, seguiu fraca tecnicamente, e o gol salvador saiu de mais um cruzamento de Michel Bastos, que Centurión subiu para cabecear tirando do goleiro. Foi um gol de alívio, que deixa o Tricolor com nove pontos, três à frente do San Lorenzo, que joga nesta quinta-feira contra o Corinthians.