logo
Esporte
Esporte 15/04/2015

PSG e Barcelona se enfrentam por uma vaga na semi na Liga dos Campeões

Benoit Tessier/Reuters

Treino do PSG antes da disputa pela vaga com o Barcelona | Benoit Tessier/Reuters

Com injeção milionária de dinheiro do Catar, o Paris Saint-Germain construiu um time de craques e está ganhando cada vez mais experiência no cenário europeu, um potencial que coloca à prova novamente nesta quarta-feira, contra o Barcelona, na partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. A Band transmite a partida ao vivo a partir das 15h30.

Dono de quatro ‘Taças Orelhudas’, o clube catalão tentará fazer valer o peso da camisa, num confronto que já virou praticamente um clássico europeu por ter proporcionado duelos emocionantes nos últimos anos.

As duas equipes já se enfrentaram na mesma fase da competição em 2013 e na fase de grupos desta edição. Há dois anos, os parisienses foram eliminados sem perder, ao empatar por 2 a 2 em casa e por 1 a 1 no Camp Nou.

Em setembro do ano passado, conseguiram a primeira grande vitória da era ‘catariana’ sobre um gigante europeu ao superar o Barça por 3 a 2 em Paris, mas os catalães deram o troco em casa em dezembro (3-1).

Trio sul-americano contra zaga brasileira

O time da capital francesa foi comprado por um fundo de investimento catariano em 2011, mas o dinheiro do país árabe também está presente no orçamento catalão, com o patrocínio milionário de uma companhia aérea do país que estampa o uniforme outrora ‘limpo’ dos ‘blaugrana’. As duas equipes ainda compartilham o mesmo fornecedor de material esportivo e o apreço por jogadores sul-americanos.

Do lado do Barça, o trio ofensivo ‘MSN’, formado por Lionel Messi, Luis Suárez e Neymar, e para o PSG uma zaga 100% brasileira, com Thiago Silva e Marquinhos.

Toda a linha de defesa parisiense poderia ser formada por jogadores do Brasil, já que David Luiz foi relacionada, para a surpresa de todos, apesar de ter sofrido uma lesão na coxa há dez dias, com precisão de volta apenas depois de um mês. Maxwell deve ser titular na lateral esquerda e Marquinhos pode atuar na direita.

O desfalque do astro sueco Zlatan Ibrahimovic, suspenso, também deve dar um forte sotaque sul-americano ao ataque do atual bicampeão francês, com o uruguaio Edinson Cavani escalado na sua posição predileta, como centroavante.

Os argentinos Javier Pastore e Ezequiel Lavezzi também devem ser titulares lá na frente, com o brasileiro Lucas, recuperado de lesão, como opção no banco de reservas.