logo
Esporte
Esporte 15/04/2015

Brasileiros começam mal a 3ª etapa do Mundial de Surfe; Medina vai para repescagem

Sete brasileiros terão que disputar a repescagem de Margaret River | Kelly Cestari/WSL

Sete brasileiros terão que disputar a repescagem de Margaret River | Kelly Cestari/WSL

A terceira etapa do Mundial de Surfe, em Margaret River, na Austrália, não começou bem para os brasileiros. Apenas Miguel Pupo venceu sua bateria e se classificou diretamente para a terceira rodada. Todos os demais terão que disputar a repescagem para avançar.

Na madrugada desta terça-feira, Pupo somou 12,43 pontos, liderando a bateria formada pelo irlandês Glenn Hall, que somou 10,50 pontos, e o brasileiro Filipe Toledo, vice-líder da temporada, que conseguiu somatória de 8,36 pontos.

Outro brasileiro a ir para a repescagem foi Italo Ferreira, lanterna de sua bateria. Ele conseguiu apenas 9,93 pontos, contra 14,70 de Nat Young e 14,76 de Michel Bourez, que vai à terceira fase por vencer a bateria.

O atual campeão Gabriel Medina disputou a primeira rodada contra o compatriota Alejo Muniz e o havaiano Freddy Patacchia Jr., e não conseguiu a classificação automática. Tanto ele como Muniz foram superados por Patacchia. Enquanto o havaiano somou 4,30 pontos, Medina e Alejo obtiveram apenas 3,96 e 3,27, respectivamente.

Desta forma, o Brasil terá sete surfistas na segunda rodada da etapa de Margaret River, mas apenas cinco poderão avançar, já que Adriano de Souza, o Mineirinho, duela contra Alejo Muniz em uma das baterias, e Wiggolly Dantas e Italo Ferreira, em outra.

Gabriel Medina abre os confrontos da repescagem contra o australiano Jay Davies. Filipinho mede forças com o neozelandês Ricardo Christie, enquanto Jadson Andre disputa a vaga com o também australiano Matt Banting.