Esporte

Principal atração do UFC 183, Anderson Silva chega nos Estados Unidos para a luta

Anderson já está em Las Vegas para enfrentar Nick Diaz | Reprodução/Instagram

A carreira de Anderson Silva, principal nome brasileiro no MMA (artes marciais mistas), tomou um rumo inesperado em 29 de dezembro de 2013. O ‘Spider’ quebrou a perna esquerda ao aplicar um chute em Chris Weidman, no combate principal do UFC 168 – o americano já havia tomado o cinturão dos pesos-médios (84kg) em julho de 2013. Desde então, o ex-campeão convive com questionamentos sobre como será seu retorno ao octógono.

Mais de um ano depois da fratura, que acarretou em cirurgia e tratamentos de fisioterapia, Anderson Silva está de volta a Las Vegas (EUA), palco das duas derrotas para Weidman e de uma série de outras lutas. Na madrugada deste domingo, ele encabeça o UFC 183 contra o americano Nick Diaz.

“Estou aqui como se fosse a primeira vez. Estou sentindo a mesma emoção que senti quando pisei aqui pela primeira vez, há 20 anos. Estou amarradão, na melhor ‘vibe’ da minha vida”, falou o lutador ao “Combate.com” logo após chegar na cidade americana, na madrugada desta quarta-feira no horário de Brasília.

Se a recuperação da fratura foi dolorida, a chegada a Las Vegas também teve um quê de sofrimento. Anderson teve dificuldades no voo que o trouxe de Los Angeles – onde vive – ao palco da luta. O avião teve um problema técnico e a viagem sofreu um atraso de quatro horas. Nick Diaz também se atrasou.

O rival do Aranha, aliás, também retorna ao MMA. A última luta de Nick foi em maio de 2013, quando ele foi derrotado por Georges St-Pierre na disputa do cinturão dos meio-médios (77kg), e anunciou aposentadoria.

Em caso de vitória, Anderson terá nova oportunidade de disputar o cinturão dos médios, segundo o presidente do UFC, Dana White. O atual campeão, Chris Weidman, defende o reinado no dia 28 de fevereiro, contra o carioca Vitor Belfort no UFC 184.

Captura de Tela 2015-01-28 às 18.18.42

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos