Esporte

Juíza determina exame psiquiátrico de Pistorius

Paraatleta pode sofrer de transtorno de ansiedade generalizado | Gianluigi Guercia/Pool/ Reuters
Paraatleta pode sofrer de transtorno de ansiedade generalizado | Gianluigi Guercia/Pool/ Reuters

Uma juíza sul-africana determinou que o atleta paralímpico Oscar Pistorius seja submetido a um exame psiquiátrico para estabelecer se sofre de «transtorno de ansiedade generalizado».

A magistrada Thokozile Masipa, que preside o julgamento de Pistorius pela morte da namorada Reeva Steenkamp, afirmou que é necessária uma «investigação adequada» para estabelecer se o velocista sofre de um transtorno mental que pode diminuir sua responsabilidade nos fatos.

«Esta evidência não pode ser ignorada», disse a juíza, para quem as enfermidades mentais são transtornos que «um tribunal civil não pode diagnosticar».

Masipa disse que a ordem será emitida na próxima terça-feira em uma nova reunião do tribunal. O exame não é uma punição, destacou.

Os exames podem demorar 30 dias. Para a magistrada, o atraso do processo não é preocupante, se interessa à justiça.

Durante os dois meses de julgamento, os advogados de Pistorius tentaram apresentar o atleta como um maníaco obcecado com a segurança por causa de uma infância difícil e pelo alto nível de criminalidade na África do Sul.

Estes fatores, segundo a defesa, poderiam explicar a reação do atleta em 14 de fevereiro de 2013, quando matou a tiros a namorada ao, de acordo com seu advogado, confundi-la com um invasor.

Mas o promotor Gerrie Nel não acredita que o estado mental de Pistorius seja algo fora do comum, mas advertiu que a defesa do atleta pode tentar utilizar esta evidência para reduzir a sentença.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos