Entretenimento

Revelado o cruel e impiedoso apelido que Letizia teria dado ao rei Felipe

Letizia foi descrita como uma mulher distante, mas também é aclamada por ser um ícone de elegância

Revelan el cruel y despiadado apodo que Letizia le habría puesto al rey Felipe
Revelado o cruel e impiedoso apelido que Letizia teria dado ao rei Felipe Letizia de Borbón y el rey Felipe VI cumplieron en mayo 20 años de casados (Carlos Alvarez/Foto: Getty Images)

Não vem de uma família real, mas conseguiu conquistar o homem mais importante da Espanha, Felipe VI. Estamos falando da rainha Letizia de Bourbon, nascida em uma família de classe média e jornalista de profissão. Odiada por muitos e aclamada por outros por sua elegância e distinção, que a tornaram um ícone da moda.

ANÚNCIO

Antes de assumir o trono com o rei Felipe VI, Letizia trabalhou como apresentadora de noticiários na Televisão Pública Espanhola. Sua relação com o então príncipe se tornou pública em 2003, gerando controvérsia devido ao seu passado como divorciada.

De acordo com a revista Caras, a rainha consorte da Espanha é uma figura que tem gerado opiniões divergentes desde a sua chegada à Casa Real. Ela é descrita como uma mulher fria, calculista e ambiciosa, mas também é reconhecida como uma das rainhas mais elegantes da Europa.

Apesar da antipatia, esta mulher casou-se em 2004 com o príncipe Felipe e ascendeu ao trono em 2014 após a abdicação do rei Juan Carlos I.

Desde então, Letizia assumiu um papel ativo na vida pública, trabalhando em diversas causas sociais e representando a Espanha em eventos internacionais.

Letizia cruel com Felipe?

Num esforço para melhorar sua imagem pública e se conectar com o povo espanhol, ela e sua equipe iniciaram uma estratégia de comunicação mais próxima e transparente com o povo e conseguiram se posicionar na Casa Real.

No entanto, como todos os que fazem parte das monarquias do mundo, a rainha Letizia tem um passado obscuro.

ANÚNCIO

De acordo com o livro de Isidre Cunill, alguns dos colegas de Letizia Ortiz na TVE a chamavam pelo apelido "Letizia, a fictícia" por sua aparente falsidade com os colegas de trabalho.

Destaca o livro que também era dito que mostrava uma cara para o público e outra em privado, e que não hesitava em pisar em quem fosse necessário para alcançar suas metas.

Por outro lado, a rainha consorte também se referia de forma depreciativa ao então príncipe Felipe VI. Ela gostava de chamá-lo de “Felipito” ou “O Bourbon”, apelidos que, segundo alguns, revelavam uma falta de respeito e possivelmente uma falta de amor por ele.

Hoje em dia, é a rainha consorte que alguns críticos acusam de ser distante e pouco acessível, enquanto outros a elogiam por sua inteligência e capacidade de trabalho.

ANÚNCIO

Tags


Últimas Notícias