Entretenimento

Dakota Fanning: "Sinto-me atraída pelas ideias do feminismo"

A atriz é a heroína de ‘The Watchers’, a estreia cinematográfica de Ishana Night Shyamalan

Dakota Fanning
Dakota Fanning

Tom Cruise deu um iPod, Denzel Washington uma enciclopédia infantil, Sean Penn vários discos e Robert De Niro uma coleção de DVDs da Disney a Dakota Fanning, mas para Dakota Fanning, trabalhar com esses atores de Hollywood não é nada extraordinário, mas sim algo que faz parte de sua realidade. Atriz desde a infância, Dakota retorna às telas com ‘The Watchers,’ a estreia na direção de Ishana Night Shyamalan, filha do aclamado diretor M. Night Shyamalan.

ANÚNCIO

Fanning explicou como Shyamalan tinha a visão de um líder durante as filmagens. “Ishana escreveu o roteiro e dirigiu; é difícil acreditar que seja a primeira vez que dirige um longa-metragem. Ela teve uma ideia muito clara do que buscava visualmente ao dirigir os atores. Quando você está fazendo um filme em que tem que lidar com coisas que não pode ver, a única pessoa a quem pode recorrer é o diretor para guiá-lo quando não tem certeza do que está fazendo”, aponta a atriz.

Fanning interpreta Mina, uma mulher que encontra refúgio junto a três estranhos que são observados e perseguidos por criaturas misteriosas todas as noites. “Como mulher jovem, é inevitável sentir-me atraída pelas ideias do feminismo, feminilidade e maternidade. Esta é uma história de mãe e filha, mas não é apenas para um público feminino. As mulheres neste filme são todas fortes e poderosas, e espero que transcenda além dos estereótipos”.

Baseado em um conto folclórico irlandês, o filme tem muitos elementos de suspense e terror que já vimos no cinema autoral do pai da diretora, M. Night Shyamalan. “Definitivamente, este filme se enquadra nesse gênero, mas também tem um elemento psicológico. No filme, você nem mesmo tem certeza do que te assusta, mas sabe que está com medo. Eu amo esse tipo de histórias porque combina sustos, sangue, violência e sutileza. É uma combinação maravilhosa”, revela a atriz. Um conjunto de circunstâncias aterrorizantes que Dakota mesma já viveu. “É uma analogia da descoberta emocional de si mesmo. É algo que muitas pessoas experimentam naquele momento intermediário em que você não é mais uma criança, mas também não é um adulto experiente. Mina tenta encontrar algo que está perdendo, embora o faça em circunstâncias muito estranhas”. Fanning, que compareceu à estreia de ‘The Watchers’, compartilhou valiosos conselhos retirados de sua extensa carreira para a próxima geração de estrelas infantis. “Enquanto você gostar do que faz, está no lugar certo”, aconselhou Fanning, enfatizando a importância de sentir paixão pelo ofício, mesmo quando enfrentam ambientes complicados.

A atriz, que completou 30 anos no mês passado, começou a atuar na televisão e no cinema aos seis anos de idade, embora tenha alcançado a fama quando estrelou ao lado de Sean Penn em 'Uma Lição de Amor' de 2001, recebendo uma indicação ao prêmio Screen Actors Guild aos oito anos, tornando-se a indicada mais jovem da história. Enquanto muitas crianças atores não conseguem manter o sucesso inicial, Fanning admite que sempre soube que sua carreira seria longa e aprendeu a fazer a transição passando tempo longe de Hollywood, na universidade.

"Esta é uma história de mãe e filha, mas não é apenas para uma audiência feminina. As mulheres neste filme são todas fortes e poderosas, e espero que vá além dos estereótipos."

—  Dakota Fanning, atriz

Assim como sua irmã mais nova, Elle Fanning, ela demonstra ter os pés no chão. "Quando era criança, fingia que não era conhecida e agia ignorando a fama, trabalhando em algo que sempre gostei. Depois, não tive escolha a não ser me adaptar. Acho que se enfatiza demais a transição que os atores infantis passam quando atingem a adolescência. Isso foi mais difícil para mim do que a transição para a idade adulta. Agora tenho que passar por outra transição como atriz aos 30 e depois virá outra aos 40. Os papéis estão sempre mudando e, como mulher, sinto que estou constantemente em transição. Reconheço que trabalhar desde criança em Hollywood cercada por adultos me fez amadurecer rapidamente, mas sempre fui assim. Gosto de aprender, gosto do meu trabalho, não sou mais uma adolescente, nem acho que tenha decidido crescer rápido".

Para Fanning, sua projeção em Hollywood é um desafio pessoal. “Eu sei o que quero fazer pelo resto da minha vida, sei que pode soar estranho, mas desde que era criança, soube que queria ser atriz para sempre. Se amanhã parasse de trabalhar, sei que teria vivido o que queria. Minha profissão me ensinou a viver o momento, a sentir a insegurança dos atores. A única coisa que sei com certeza é que quero continuar trabalhando como atriz pelo resto da minha vida, e isso é um bom sentimento.” Após a aclamada estreia de 'Ripley' na Netflix, onde interpretava o personagem imortalizado por Gwyneth Paltrow no filme de mesmo nome, Fanning reconhece estar em um ótimo momento. “Sou muito sortuda pelas oportunidades que me deram, sei que muitos atores não têm tanta sorte, acho que eu estava no lugar certo na hora certa. Agora, tudo que quero é continuar minha carreira interpretando personagens significativos para mim.”

ANÚNCIO

Em sua intensa mas curta carreira, ela trabalhou com Spielberg, com Tom Cruise, com Denzel Washington, com Michelle Pfeiffer e Sean Penn. "A indústria está passando por um período de mudanças. Devemos adicionar mais pontos de vista, perspectivas diferentes que são importantes na arte e nas histórias que contamos. Precisamos de mais representação feminina. Este projeto foi emocionante porque é dirigido por uma jovem com uma grande visão que também escreveu o roteiro". Agora que está assumindo uma nova posição na indústria, Fanning quer contribuir. "Pode ser que eu acabe dirigindo, não sei. No final das contas, onde me sinto mais confortável é em um set de filmagem. Não me interessa o glamour, mas sim o processo artesanal de criar um personagem e contar uma história".

Em junho é a data de estreia de ‘The Watchers’ nos cinemas.

Aqui você pode ver o trailer:

ANÚNCIO

Tags


Últimas Notícias