Entretenimento

Livro de Harry pode revelar bomba sobre Camilla

Um amigo próximo de Lady Di revelou que o livro de Harry pode conter uma descrição ruim sobre Camilla Parker Bowles.

De acordo com o portal The List, em 2017, o príncipe Harry conversou em uma ocasião com amigos da falecida princesa Diana.

Camilla Parker Bowles, desde que se casou com o príncipe Charles, em 2005, se converteu em madrasta dos príncipes Harry e William. Não é segredo que Camilla e Charles foram amantes por anos, enquanto Charles esteve casado com Lady Di, mãe dos dois príncipes. O fato é que, somente anos após a morte de Diana, Charles se sentiu à vontade em “assumir” Camilla.

Porém, o que se especula sobre o livro de memórias do príncipe Harry, que será escrito em primeira pessoa e está sendo aguardado ansiosamente, é que fatos novos sobre a duquesa sejam revelados. Isso porque, ao contrário de William, Harry mantém um relacionamento cordial com a madrasta e especula-se que ele não a tenha em alto prestígio dentre os membros da realeza.

O livro do príncipe Harry foi anunciado no ano passado pela editora britânica Penguin Random House e, embora nenhuma informação tenha sido confirmada sobre seu lançamento nos últimos meses, a divulgação inicial é que o livro seria lançado neste ano.

Há rumores na imprensa britânica de que o lançamento do livro foi adiado, mas também há informações de que é provável que ele chegue às prateleiras das livrarias depois do feriado de Ação de Graças.

Pelo sim e pelo não, uma recente entrevista de um amigo próximo de Lady Di chamou a atenção com relação ao conteúdo do livro de Harry.

Pouco prestígio

De acordo com o portal The List, em 2017, o príncipe Harry conversou em uma ocasião com amigos da falecida princesa Diana. O duque de Sussex estava em busca de saber mais sobre sua mãe e os eventos que resultaram em seu divórcio do príncipe Charles.

Um desses amigos falou sobre sua conversa com o jornalista do Daily Mail, Richard Kay. “Ficou bem claro que [Harry] não tinha uma opinião positiva de [Camilla]”, lembrou um amigo de Diana. “Ele não foi muito elogioso sobre ela e duvido muito que ele tenha esquecido o que conversamos naquele dia”.

No entanto, não é possível saber se essa conversa, em particular, pode influenciar o livro de Harry. Entretanto, sabemos que, em 2005, o próprio príncipe afirmou que “amava [Camilla] em partes”, em uma matéria divulgada no The Mirror.

“Acho que Harry ficou muito feliz em aceitar Camilla no começo, mas depois se irritou com ela e não acho que ele a tenha em grande respeito”, disse a autora e biógrafa da realeza Ingrid Seward no ‘Pod Save the Queen’.

Além disso, lembremos do silêncio retumbante que Harry emitiu quando a Rainha Elizabeth II anunciou que Camilla seria rainha consorte quando Charles subir ao trono. A declaração foi feita no começo deste ano.

“Harry é ferozmente leal e protetor com sua falecida mãe e seu legado, e não aprovava Camilla como o grande amor da vida de seu pai. Ele pode culpar Camilla publicamente por muito do que ele acredita que deu errado em sua infância e pelo trauma que toda a situação causou”, disse uma fonte ao The Sun na época.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos