Entretenimento

Vitoriosa na CCXP Awards, IlustraLu da HQ ‘Arlindo’ é confirmada na CCXP 22

Artista foi recordista de indicações na primeira edição da CCXP Awards

Após vencer o prêmio de Melhor Quadrinho na CCXP Awards, a artista Luiza de Souza foi confirmada como um dos nomes convidados para a próxima edição da CCXP nesta quarta-feira (20).

“Ela trabalha como ilustradora, faz quadrinhos e conta histórias que sempre quis ler. Suas histórias passam por relacionamentos, cotidianos, cidades e principalmente pessoas e seus universos”, apresentou a organização do evento, ao fazer o anúncio via redes sociais.

A história de IlustraLu - como é conhecida na web - e seu Arlindo é a definição de o início de um sonho que deu tudo certo. Após uma intensa campanha online de fãs no Twitter, ela conseguiu publicar sua HQ. E como ela se sentiu ao ver seu nome entre os finalistas?

“Minha cabeça está uma loucura. Tudo o que eu penso é ‘como eu vim parar aqui, meu Deus do céu, eu só tenho seis anos”, brincou a autora, em entrevista ao Metro World News.

Sua ansiedade não era à toa: IlustraLu chegou ao tapete vermelho do evento como a recordista de indicações da primeira edição da CCXP Awards. Ela concorria em seis categorias no total, com grandes nomes da área, como a cartunista Laerte. Além da categoria que venceu, ela também tinha sido indicada para Melhor Quadrinista, Melhor Álbum, Melhor Roteirista e Melhor Colorista.

“[A indicação] foi uma surpresa muito grande, mas eu acho que é um reflexo de como foi a publicação do quadrinho. ‘Arlindo’ é um quadrinho que era do Twitter e por causa do empenho do público, aconteceu um financiamento coletivo”, explica IlustraLu.

“Arlindo” conta a história de um adolescente da cidade de Currais Novos, interior do Rio Grande do Norte - mesmo local de nascimento da artista. Sua vida é preenchida por momentos com as amigas assistindo filmes alugados na locadora, performances de músicas de Sandy & Júnior no banho e ajudar a família, vendendo doces e cuidando da irmã mais nova.

Mesmo se esforçando e dando seu melhor, muita gente na cidade não aceita o garoto, gerando problemas na escola e até mesmo dentro de casa. É quando ele percebe que precisa lutar para ser quem ele é.

A “vaquinha” dos fãs para a publicação foi feita pelo Catarse e foi o terceiro maior financiamento na plataforma realizado no ano passado. “A galera conseguiu capa dura, conseguiu que o livro saísse com cores bem lindas, então é também muito mérito dos leitores. Eu estou muito feliz de estar aqui, mas eu acho que é um prêmio que eu divido com muita gente que lê o quadrinho”, reconhece.

Ela também celebrou a importância que suas indicações representaram. “É um privilégio muito grande ter uma mulher, bissexual, vinda de Natal, concorrer a todos esses prêmios, pois não é algo muito comum”, afirmou.

Com a vitória, seus planos envolvem, principalmente, os lançamentos presenciais da HQ. “‘Arlindo’ foi publicado durante a pandemia e como não era possível fazer o lançamento presencial, só agora estou tendo a chance encontrar as pessoas”, disse IlustraLu.

“Fui para a Bienal [do Livro de SP] e vi que muita gente se emocionou com a história, que tem um carinho por ela, é um sentimento muito bom”, contou a artista.

Leia também: ‘Diferente de tudo que já vi’, diz Liniker sobre sua personagem em ‘Manhãs de Setembro’

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos