Entretenimento

Marcos Palmeira fala da atuação em ‘Pantanal’ e vira assunto na web ao pedir música ‘Cavalo Preto’

Ele esteve no ‘Encontro’ ao lado de Guito, que tocou a canção e logo eles viraram assunto nas redes

O ator Marcos Palmeiras participou do programa “Encontro”, da TV Globo, na manhã desta quinta-feira (23). Ele relembrou sua trajetória e falou sobre como foi participar das duas versões da novela “Pantanal”: a que está atualmente no ar e em 1990. Guito, que interpreta o Tibério, também esteve presente e eles viraram assunto nas redes sociais por conta da canção “Cavalo Preto” (veja abaixo).

“Voltar naquela locação, voltar naquela história, naquelas lembranças. A novela foi muito importante na minha vida na época, tudo mudou a partir dali. Passaram a surgir alguns convites que mudaram a minha carreira de uma certa forma”, disse o ator sobre o impacto da trama na sua história.

Na primeira versão, na extinta TV Manchete, ele interpretou o personagem Tadeu. Agora, na Globo, ele dá vida a José Leôncio. Ele contou como foi o trabalho para diferenciar os papeis diferentes.

“Eu tinha muita dificuldade no início, pois eu lia o Zé Leôncio como sendo o Tadeu. Então eu li o Zé Leôncio com 20 anos. Mas foi interessante de reler e ir relembrando as cenas do Tadeu, que hoje o [José] Loreto faz brilhantemente. Mas me ajudou no sentido de que eu fui buscar aquele resgate daquela época, fiz uma imersão muito grande no Pantanal, fiquei lá cinco meses direto, ficava o dia inteiro com os peões, rodando, buscando os Marruá, então eu vivenciei muito aquilo e talvez hoje o Zé Leôncio seja um Tadeu muito mais maduro”, disse.

O ator falou sobre a emoção de retornar ao Pantanal e reencontrar velhos conhecidos. “Encontrei parceiros como o Almir [Sater], Paulo Gorgulho que participou, tive a oportunidade de me comunicar com os peões da época (...) alguns já morreram, outros ainda estão lá. Então pude encontrar ali a mãe do menino que fez o Tadeuzinho jovem na época, ela ficou lembrando que eu ficava na casa dela o tempo inteiro tomando ‘tereré'. Foi muito emocionante, um resgate afetivo muito grande.”

“Foi muito emocionante estar ali de novo 30 anos depois, esse ciclo que se fecha e um novo que se abre, ano que vem vou fazer 60 anos, então foi e tem sido muito simbólico tudo isso pra mim”, destacou.

Na conversa com Fátima Bernardes, ele também relembrou de uma cena que teve que protagonizar ao lado do ator Antônio Fagundes na novela “Renascer”, em 1993. O ator contou que seu avô tinha acabado de morrer e ele precisou de um empurrãozinho do diretor Luiz Fernando Carvalho.

“Eu não conseguia fazer a cena (...) Aí o diretor disse ‘você está tendo a oportunidade de se despedir de seu avô’”, recordou Palmeira, que revelou que depois da conversa a cena fluiu e emocionou a todos.

Participação surpresa e meme

O matinal também teve a participação surpresa de Guito. Ele cantou e tocou pela primeira vez em um programa de TV.

“Toco desde os 13, 14 anos. Tinha um avô que foi um boêmio tocador de choro em Lavras e ele morreu sem ver nenhum dos netos tocar. A gente herdou os instrumentos e despertou os interesses. Quando começou a juventude acabei tocando por ‘precisão’, precisava fazer bonito para as meninas. Toquei na faculdade, tinha uma dupla caipira com meu irmão e uma banda de rock. Parei por 10 anos e fui viver como agrônomo”, explicou ele.

Após se apresentar com sua viola, ele foi elogiado por Marcos Palmeira: “Ele é o Tibério mesmo, tem toda a experiência”, disse.

Em seguida, o ator pediu que Guito tocasse a música “Cavalo Preto” e logo o assunto repercutiu nas redes sociais. “A vida imitando a arte”, disse um internauta.

Veja a repercussão na web sobre o encontro os atores:

LEIA TAMBÉM:

Produtora revela detalhes sobre as refeições servidas no remake de ‘Pantanal’

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos