Entretenimento

Esta é a história real que inspirou os acontecimentos da última temporada de ‘Peaky Blinders’

A socialite Diana Mitford, apresentada na sexta e última temporada da série, existiu na vida real e esta é sua história.

Peaky Blinders’ ao longo das cinco temporadas misturou ficção e fatos históricos. A ascensão de Tommy Shelby (Cillian Murphy) de chefe do crime organizado a político é uma invenção da série, mas a gangue de Birmingham que ele lidera era muito real. Os fatos se confundem com a ficção quando Tommy encontra figuras históricas famosas como Winston Churchill e Sir Oswald Mosley (Sam Claflin).

Nessa sexta e última temporada, a Shelby Company Ltd. está expandindo seu empreendimento político, envolvendo notórios fascistas britânicos, gângsteres de Boston e o Exército Republicano Irlandês. A socialite da vida real e Bright Young Thing, Diana Mitford (Amber Anderson), é apresentada aos 23 anos na série como uma das conspiradoras que planeja que a Grã-Bretanha siga os passos da Alemanha e Itália dos anos 1930.

Diana Mitford na vida real foi a terceira filha do 2º Barão de Redesdale, David Mitford, nascida em junho de 1910. As seis irmãs Mitford (e seu irmão Tom) eram altivas em suas ideias e atingiram a maioridade quando o mundo estava em meio ao turbilhão político.

Diana casou-se com Bryan Guinness que não mostrava muito interesse pela política, o que causou a separação dos dois. Em ‘Peaky Blinders’, Tommy eventualmente usa as conexões de Diana com seu ex-sogro para garantir financiamento para habitação de caridade que ele quer desesperadamente garantir a aprovação.

Com grande poder de articulação e persuasão, Diana discordava inclusive da política e da abordagem de Churchill, apesar do parentesco (a esposa do político era sua prima). “A mais recente e última amante de Oswald” é como Diana se apresenta a Tommy e Lizzie. Isso mesmo, seu segundo marido foi Oswald Mosley, com quem casou-se em segredo, com apenas um punhado de pessoas presentes nas núpcias de 1936, incluindo Hitler, Goebbels e sua irmã Unity.

O casamento só chegou aos jornais quando se tornou manchete em 1938 porque Diana teve seu terceiro filho (e primeiro com Mosley). Ela claramente como “nosso amigo em Berlim” a Tommy e esteve com Hitler na Alemanha na vida real.

Em 1940, Mosley e Mitford foram presos na Holloway Prison em Londres e passariam os próximos três anos lá. “Ela é uma egoísta implacável e astuta, uma fascista devotada e admiradora de Hitler, e deseja sinceramente a queda da Inglaterra e da democracia em geral”, relatou sua irmã mais velha Nancy.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos