Entretenimento

Neil Young perde briga para Spotify e tem músicas removidas da plataforma

Cantor acusou podcast hospedado no streaming de promover desinformação sobre covid-19

O Spotify começou a remover as músicas do cantor Neil Young de seu serviço de streaming, nesta quarta-feira (26). O motivo? O artista comprou uma briga com a empresa, após acusar um episódio de podcast a promover informações falsas sobre a vacinação contra covid-19.

O programa em questão é “The Joe Rogan Experience”. Young solicitou a remoção do episódio ou de suas músicas, em um ultimato. “Eles podem ter Rogan ou Young. Não os dois”, publicou o cantor.

O artista escreveu uma carta em seu site, destinada a seu empresário e à sua gravadora, Warner Music Group. Ela foi apagada e substituída por outra publicação, em que diz que o Spotify “se tornou o lar de desinformação que coloca vidas em risco” e que tem “mentiras vendidas por dinheiro”.

Em nota, o Spotify disse ter retirado do ar mais de 20 mil episódios, em que entedia haver desinformação relacionada à covid-19. “Sentimos muito pela decisão de Neil em remover sua música do Spotify, mas esperamos recebê-lo de volta em breve”, afirma o texto.

A preferência do streaming não surpreende: apesar de Neil Young ser um dos principais nomes do rock e do country, o podcast de Joe Rogan é um dos mais populares do mundo. Atualmente, são cerca de 11 milhões de ouvintes por episódio. Segundo o Wall Street Journal, o Spotify pagou 100 milhões de dólares para tê-lo com exclusividade em sua plataforma.

A decisão afeta diretamente o cantor. O próprio Young afirmou que cerca de 60% dos streams em suas músicas vem do Spotify.

LEIA TAMBÉM:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos