Entretenimento

Maisa Silva estreia programa da Netflix no YouTube

O humorista Whindersson Nunes foi o primeiro convidado do novo programa da ex-contratada do SBT

Maísa está com um novo programa na Netflix. Chamado “Maisa sem Controle”, a atração não faz parte do catálogo disponível na plataforma de streaming, mas no Youtube.

“Chegou o primeiro episódio de ‘Maisa Sem Controle’, meu novo programa apresentado pela dona e proprietária do meu site. Enquanto a prima e o convidado do dia jogam vídeo game colocando a conversa em dia, algumas dificuldades bem tudumnzeiras podem aparecer”, avisou uma nota.

O primeiro episódio do “Maisa sem Controle” tem como convidado especial o humorista Whindersson Nunes. Na atração, os dois jogaram Overwatch. A 1ª temporada do programa terá cinco episódios, com divulgação semanal.

Além do programa apresentado pela Maisa, a Netflix está investindo em novos conteúdos brasileiros. Para 2022, a plataforma contratou Leandro Hassum, Whindersson Nunes, Fernanda Souza, Eliana e Rodrigo Sant’Anna, que vão fazer parte de diferentes produções inéditas.

Rodrigo Sant’Anna, que também faz parte do casting do Multishow, vai estrear o primeiro sitcom brasileiro da plataforma de streaming, chamado “A Sogra Que Te Pariu”. Outra produção criada por ele é “Cheguei”, comédia sobre a sua vida na Comunidade dos Macacos.

LEIA TAMBÉM:

Já o reality show “Casamento às Cegas Brasil” voltará ao catálogo da Netflix. A plataforma de streaming confirmou que a produção brasileira segue para uma nova edição, que será lançada em 2022.

Sob o comando de Camila Queiroz e Klebber Toledo, o reality show foi um dos maiores sucessos da plataforma e, em 2022, ela promete novidades. A data de estreia ainda não foi anunciada.

Cassia Dian, diretora do formato da Endemol Shine, falou sobre os novos episódios. “A gente gravou na pandemia, acho que na segunda temporada vamos ter oportunidade maior de levar esses casais a lugares diferentes, fazer com que essa convivência seja ampliada. Na primeira temporada, os casais ficaram mais confinados”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos