Entretenimento

Dia da Luta contra a Aids: 9 tramas que falaram sobre o tema no Brasil

Além de entreter, a dramaturgia brasileira tem como intuito quebrar diversos tabus e conscientizar a sociedade sobre os problemas atuais

Nesta quarta-feira (01), o Dia da Luta contra a Aids é lembrado em todo o mundo para reforçar a conscientização, prevenção e tratamento. Porém, na dramaturgia brasileira o tema também já esteve presente em muitas produções. Confira abaixo novelas e séries que destacaram o assunto dentro do enredo principal!

“O Portador” (1991)

A minissérie contou a história de Léo (Jayme Periard), que descobriu que tinha o vírus HIV ao se oferecer para doar sangue. Ele mesmo havia recebido uma transfusão anteriormente, quando sofreu um acidente de avião. A narrativa abordou, com enfoque otimista, as dificuldades enfrentadas pelos portadores do vírus e a redescoberta da esperança.

“Zazá” (1997)

A novela de Lauro César Muniz tratou a pauta do HIV a partir da personagem Jacqueline (Adriana Londoño). Ela se descobriu soropositiva e enfrentou questões de uma portadora do vírus com o apoio de Solano (Alexandre Borges), com quem acabou se casando.

“Malhação” (1999)

Nessa temporada, Malhação retratou o tema da Aids, quando Érica (Samara Felippo) descobre ser portadora de HIV. Com o tempo, a adolescente vai retomando a vida convivendo com o vírus.

“Sete Pecados” (2007)

Na trama, Gina, personagem de Carla Diaz, é portadora do vírus HIV desde o nascimento. Por isso a jovem evitava tornar seu relacionamento com Sandro (Darlan Cunha) mais sério. Na novela de Walcyr Carrasco, a personagem foi o fio condutor para se falar de preconceito e formas de evitar a contaminação, especialmente entre jovens.

“Amor à Vida” (2013)

Na novela, Inaiá (Raquel Villar) descobriu que era portadora do vírus HIV após exames para investigar a sua baixa imunidade. A enfermeira do hospital San Magno foi rejeitada pelo então namorado, mas acabou descobrindo o amor possível com Renan (Álamo Facó).

“Totalmente Demais” (2015)

Gabriel (Ícaro Zulu) foi a criança adotada por Carolina (Juliana Paes) em Totalmente Demais. O menino era soropositivo, e a editora descobriu isso durante o processo de adoção. Gabriel já havia sido rejeitado por outras famílias por causa da sua condição, mas o amor de mãe de Carol passa por cima e ela não desiste de tê-lo como filho.

“Malhação - Seu Lugar no Mundo” (2015)

A trama de Henrique (Thales Cavalcanti) como portador do vírus HIV se revela após um incidente na escola. O público acompanhou a construção do relacionamento entre o casal sorodiferente formado por Henrique e Camila (Manoela Llerena). O assunto transbordou e a temporada e rendeu uma trama paralela com a série original “Eu Só Quero Amar”, indicada ao Emmy Kids Internacional.

“Os Dias Eram Assim” (2017)

Nanda, a personagem de Julia Dalavia, comoveu o público com sua história ao se descobrir soropositiva na década de 80, uma época em que não se sabia quase nada sobre HIV / Aids no Brasil.

LEIA TAMBÉM:

“Sob Pressão” (2017 e 2021)

A série médica sempre levanta questões importantes quanto à saúde e trouxe, em duas temporadas recortes diferentes sobre HIV / Aids. Nos episódios exibidos em 2017, Maicon (Rafael Losso) descobre que é portador do vírus HIV, bem no dia do nascimento de seu filho. A notícia dolorosa, o deixa totalmente abalado, principalmente porque sua mulher o rejeita no primeiro momento. Já em 2021, Sob Pressão trouxe um importante debate sobre o tema na terceira idade com a história de Arnaldo (Ary Fontoura) e Esmeralda (Arlete Salles). Ela se descobre portadora do vírus HIV, mas não desenvolveu a Aids.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos