Entretenimento

Detetive particular pede desculpas a príncipe Harry

Gavin Burrows admitiu ter usado métodos não lícitos para hackear o telefone da então namorada de Harry, Chelsy Davy.

A Parte 1 do documentário ‘The Princes and the Press’ trouxe mais uma revelação polêmica. O investigador particular Gavin Burrows, um investigador particular, é um dos entrevistados do documentário da BBC, no qual ele admite ter cercado a ex-namorada de Harry, Chelsy Davy, hackeado seu telefone e vasculhado seus registros médicos.

Burrows disse que fazia parte de uma prática da mídia britânica classificada como “implacável” que “roubou” a vida normal do príncipe Harry. Ele se desculpou no documentário por seu comportamento: “Eu era basicamente parte de um grupo de pessoas que roubaram sua adolescência normal”.

O investigador privado disse que os editores descreveram Harry como “a nova Diana”, referindo-se à sua mãe, a princesa Diana, que morreu em um acidente de carro em 1997. Na tentativa de descobrir histórias sobre o Príncipe Harry, Burrows teve como alvo a ex-namorada da realeza, Chelsy Davy, com quem a realeza namorou até 2011, depois de namorar intermitentemente por seis anos.

“Havia muitos hackers no correio de voz, muito trabalho de vigilância em seus telefones, em suas comunicações. Chelsy avisava para seus amigos quando ia vê-lo”, disse ele.

Leia mais

Além de descobrir sobre seus ex-namorados, Burrows também confessou que vasculhou os registros médicos de Davy, incluindo se ela tinha doenças sexualmente transmissíveis ou abortos. Burrows se desculpou, dizendo que estava “muito arrependido” e que agia dessa forma “porque eu era ganancioso, estava na minha cocaína e vivia em um falso estado de grandeza”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos