logo
Entretenimento
/ Reprodução/Instagram / Reprodução/Instagram
Entretenimento 06/09/2021

Após EP, Juliette Freire lança seu primeiro clipe: ‘tô chique’

‘Diferente Mara’ foi a música escolhida para encabeçar a divulgação do primeiro projeto musical da ex-BBB Juliette

A ex-BBB Juliette, campeã da edição 21 do reality show, parece não pensar em descansar. Após lançar o seu primeiro EP, com seis músicas, ela apresentou, nesta segunda-feira (06), o clipe de “Diferença Mara”, música escolhida para encabeçar a divulgação do primeiro projeto como cantora. 

Em um episódio especial de seu documentário no Globoplay, a paraibana falou sobre a emoção de ter um clipe finalizado. “Quando vi, fiquei muito emocionada. Está muito bonito. Mais que isso: tem um sentido muito bonito. Quero trazer o elemento raiz com modernidade, quero trazer o Nordeste moderno”. 

O episódio, dirigido por Patrícia Carvalho e Patrícia Cupello, mostra, ainda, a rotina de aulas, ensaios e gravações em estúdio da rainha dos cactos. Diversas celebridades, como Carlinhos Brown, Rodolffo, Chico César, Gilberto Gil e Anitta falaram sobre Juliette. 

Durante a coletiva de lançamento de “Diferença Mara”, Juliette confessou que ainda está tentando entender a vida de famosa, que não é tão simples como parece.   “Eu nunca imaginei que as pessoas iam me enxergar como cantora. Eu tenho até hoje frio na barriga. Mas,  a música sempre foi o que me trazia paz”.

LEIA MAIS:

Reprodução/Instagram

Fora isso, Juliette contou como foi receber as letras das canções, já que tudo começou antes dela sair do Big Brother Brasil “Quando eu saí [do BBB] eu fiquei um pouco assustada com todas as oportunidades que apareceram e, daí, eu tive contato com as letras das músicas. Quando eu comecei a ler e ter contato com isso, eu fiquei apaixonada. Quando me dava medo eu pensava que eu precisava cantar essas músicas”.

Como no reality show da Globo, Juliette se mantém espontânea e exibindo suas raízes para quem quiser ver. De acordo com ela, o sonho de ser famosa e milionária não passava por seus pensamentos, mas, na verdade, ela queria melhorar a vida de sua família. Já sobre suas “falhas” ela respondeu:   “Eu quero exatamente que as pessoas me vejam com a minha humanidade. Colocar a pessoa com rótulo de perfeita, que nunca erra, é cruel, é desumanizá-la” .