Entretenimento

‘No Limite’ exibe a fatídica prova da comida exótica; o cardápio teve larva e barata

O programa exibido nesta terça-feira do reality No Limite mostrou a tão aguardada prova da comida exótica. Todos os integrantes da tribo Jandaia, fusão das duas antigas tribos Carcará e Calango, tiveram que comer as iguarias oferecidas pelo programa em troca de uma imunidade no paredão.

E a comida não decepcionou. O cardápio era digno para embrulhar o estômago de qualquer pessoa com o mínimo de bom senso. Os participantes tiveram que comer 6 larvas de besouro, 2 baratas de Madagascar, 3 olhos de cabra e no final, para dar aquele tempero, shots de fígado cru batido com bolso e carqueja.

Os participantes reclamaram da dificuldade de quebrar a casca dura da barata nos dentes com os insetos vivos, se mexendo dentro da boca. O olho de cabra também tinha uma parte dura que era necessário estourar na boca para poder ser mastigado, e alguns integrantes ameaçaram jogar tudo para fora, mas no final todos cumpriram a prova.

Quem apostava que seria um quadro desolador de pessoas vomitando e afins se enganou. Todos os participantes, com maior ou menor dificuldade, mastigaram e engoliram as iguarias. No final, para desempatar, foi a velocidade em tomar o shot e mostrar a língua para prova que havia engolido que decidiu quem levaria a imunidade. E a vencedora foi Paula.

André já havia conquistado a imunidade na primeira prova do dia, que exigia bastante concentração e equilíbrio, e com isso ele e Paula ficaram livres do paredão desta terça-feira.

Carol Peixinho eliminada

No paredão, os ex-integrantes da antiga equipe Carcará, que contam com 4 votos, se juntaram para se defender e decidiram eliminar a integrante Carol Peixinho, que teve quatro votos. Os antigos Calangos também tentaram se defender, e colocaram todos os seus votos em Zulu, mas como eram apenas em três não puderam evitar a eliminação da antiga aliada.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos