Entretenimento

Porquê Meghan Markle fez uma parceria em prol da igualdade de gênero

Meghan anunciou uma parceria uma parceria global de vários anos com a Procter & Gamble. Mas essa atitude tem a ver com uma das bandeiras defendidas pela Duquesa de Sussex.

«Nesta parceria, a Archewell Foundation e a P&G colocarão um foco prioritário na igualdade de gênero», informou o comunicado oficial. Entenda.

No início de maio, a Fundação Archewell, de Meghan Markle e Harry, anunciou uma parceria global de vários anos com a Procter & Gamble. A parceria com a multinacional estadunidense de bens de consumo especializada em beleza, saúde, cuidados pessoais e higiene terá como foco a igualdade de gênero, a criação de espaços online mais inclusivos e a promoção do esporte.

«Para fazer isso e construir comunidades mais compassivas, a Archewell Foundation anunciou hoje uma parceria global de vários anos com a Procter & Gamble», divulgou a fundação em comunicado oficial no dia 12 de maio. A declaração acrescentou: «Por meio da Fundação Archewell, o Duque e a Duquesa de Sussex estão em uma missão de construir um futuro mais equitativo e justo para mulheres e meninas”.

.

Entenda porque Meghan apoia a igualdade de gênero

Mas, para entender o motivo dessa parceria, precisamos voltar no tempo. Quando Meghan tinha apenas 11 anos, ela escreveu à Procter & Gamble para se opor ao sexismo em um comercial de sabão em pó que incluía a frase: «Mães em toda a América estão lutando contra potes e frigideiras gordurosos». Ela escreveu as cartas pedindo que a frase, de cunho sexista, fosse mudada, substituindo a palavra “mulheres” por “pessoas”. Isso fez com que a empresa alterasse a linguagem usada no anúncio meses depois.

Meghan tornou essa história pública durante seu discurso no Dia Internacional da Mulher de 2015. Na época, ela disse: «Aos 11 anos, eu descobri que se eu realmente queria que alguém me ouvisse, então deveria escrever uma carta para a primeira-dama. E, após algumas semanas, e para minha surpresa, eu recebi cartas de encorajamento de Hillary Clinton, de Linda Ellerbee e de Gloria Allred. Foi incrível”.

Leia mais sobre a Família Real britânica:

  1. Com William vacinado, Kate se prepara para próxima viagem real
  2. Tá podendo! Príncipe William revela braço bem torneado durante vacinação
  3. Comentários de Harry foram “dolorosos” e ele “não deveria reclamar”, diz fonte ligada à Família Real
  4. Meghan e Harry celebram aniversário de casamento anunciando ajuda à Índia
.

Sobre a mudança da redação do anúncio pela Procter & Gamble, Meghan disse: «Foi naquele momento que percebi a magnitude de minhas ações. Aos 11 anos, criei meu pequeno nível de impacto ao defender a igualdade».

Ao longo de seu trabalho filantrópico e quando ela se juntou à família real em 2018, Meghan continuou a fazer campanha pelos direitos das mulheres e meninas.

No ano passado, antes que ela e o Príncipe Harry renunciassem aos seus papeis como membros sêniores da Família Real britânica, Meghan fez uma visita surpresa a uma escola do leste de Londres para marcar o Dia Internacional da Mulher. Na época, a Duquesa escreveu aos alunos que conheceu para encorajá-los a continuar a celebrar as mulheres pioneiras nos anos vindouros.

.

Em 2019, ela participou de um painel de discussão do Dia Internacional da Mulher organizado pelo Queen’s Commonwealth Trust, onde ela falou sobre a importância de empoderar as mulheres.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos