logo
Foto: Reprodução Instagram @kensingtonroyal /
Entretenimento 01/05/2021

Príncipe William anuncia boicote às redes sociais. Entenda.

O aniversário da Princesa Charlotte, que acontece neste final de semana, não será divulgado. E a decisão foi tomada pelo próprio príncipe William.

A Princesa Charlotte, segunda filha de Kate Middleton e William, completa 6 anos neste final de semana e, embora esperemos uma postagem do casal real, isso não vai acontecer. E a decisão foi tomada pelo próprio príncipe William.

Já virou tradição Kate Middleton e William postarem fotos dos seus pimpolhos em datas importantes para a família. Foi assim desde o nascimento do primeiro filho deles, príncipe George, até o primeiro dia de escola do caçula, o príncipe Louis. O fato é que a segunda filha do casal, a princesa Charlotte completa neste final de semana 6 anos. A princesinha faz aniversário dia 2 de maio e uma foto da criança já estava sendo esperada pela mídia britânica e mundial.

Mas isso não vai acontecer neste domingo e, embora as equipes de comunicação do casal real normalmente postem uma foto para marcar a ocasião, geralmente na noite antes do aniversário, neste ano, os fãs reais não verão uma foto atualizada de Charlotte. A decisão é do próprio Príncipe William que anunciou boicote às redes sociais durante 3 dias.

O príncipe William twittou que, como presidente da Associação de Futebol, ele está se unindo ao boicote às redes sociais neste fim de semana como forma de protesto contra o racismo e o abuso online. “Como presidente da FA, eu me uno a toda a comunidade do futebol no boicote às redes sociais neste fim de semana. W”, escreveu ele.

Leia mais sobre a Família Real britânica:

A legenda do post diz: “Este fim de semana, nos juntamos à comunidade do futebol no Reino Unido para nos unirmos a um boicote nas redes sociais das 15h00 na sexta-feira, 30 de abril às 23h59 na segunda-feira, 3 de maio, em resposta ao abuso contínuo recebido online por jogadores e muitos outros na comunidade do futebol”.

A campanha liderada pelo futebol recebeu amplo apoio entre os principais jogadores da Inglaterra, incluindo Raheem Stirling, do Manchester City, que postou que estava se juntando à campanha “em resposta ao abuso on-line contínuo e contínuo”. O próprio Stirling foi vítima de racismo online no passado.

Isso significa que os fãs do Duque e da Duquesa de Cambridge não devem esperar ver uma menção ao aniversário de Charlotte nas contas oficiais do Twitter e Instagram da família neste fim de semana. 

O uso das redes sociais para algo maior

Embora William, Kate Middleton e a maioria dos outros membros da Família Real venham usando continuamente no último ano as redes sociais como um ponto de conexão com o público durante a pandemia do novo coronavírus, a questão do abuso online é algo que eles têm consciência. Em janeiro, o príncipe William chamou a atenção para os comentários racistas “desprezíveis” que continuam a ser feitos sobre alguns jogadores de futebol proeminentes na Grã-Bretanha.

“O abuso racista, seja em campo, nas arquibancadas ou nas redes sociais, é desprezível e deve parar agora. Todos nós temos a responsabilidade de criar um ambiente onde tal abuso não seja tolerado, e aqueles que optam por espalhar o ódio e a divisão são responsabilizados por suas ações. Essa responsabilidade se estende às plataformas onde grande parte dessa atividade agora ocorre”, disse William em um post no Instagram.