logo
Entretenimento
Foto: Reprodução Netflix / Foto: Reprodução Netflix /
Entretenimento 21/04/2021

Netflix: ‘Quem matou Sara?’ é série mais vista de língua espanhola em 2021

A Netflix confirmou que os episódios da primeira temporada tiveram 55 milhões de visualizações desde o lançamento em março.

Netflix divulgou o balanço trimestral aos acionistas e anunciou também um investimento anual de US$ 17 bilhões de dólares para as produções deste ano. Brasil ficará de fora.

Uma carta divulgada aos acionistas na última terça-feira, 20, revelou os planos da Netflix para 2021. A gigante do mercado de streamings confirmou que o investimento em produções será maior este ano do que nos anos de 2020 e 2019 e também mostrou os números das últimas produções. As informações são da revista Variety e dizem respeito ao primeiro trimestre de 2021 (janeiro, fevereiro e março).

O thriller mexicano ‘Quem Matou Sara?’ foi a série de língua espanhola mais vista nos três primeiros meses de 2021. A Netflix confirmou que os episódios da primeira temporada tiveram 55 milhões de visualizações desde o lançamento em março.

No ranking das séries mais vistas nos últimos três meses de língua inglesa temos: ‘Fate: A Saga Winx’, com 57 milhões;  ‘Ginny e Georgia’, com 52 milhões de visualizações; ‘Amigas para Sempre’, com 49 milhões de views; a terceira temporada de ‘Cobra Kai’, com 45 milhões.

Os filmes mais populares no primeiro semestre de 2021 foram: ‘Outside the Wire’ (66 views); ‘Dia do Sim’ (62 milhões) e ‘Eu me importo’ (56 milhões).

A Netflix também destacou a popular série francesa de assaltos ‘Lupin’, estrelada por Omar Sy, que atraiu 76 milhões de views em seus primeiros 28 dias na plataforma, tornando-se o título mais popular neste trimestre.

Mais investimentos, mas não para o Brasil

A gigante mundial de streaming confirmou que o ano de 2020 foi bastante impactado pelas restrições da pandemia mas que, para 2021, a previsão é que as produções sejam retomadas em todos os países, com exceção do Brasil e da Índia. A informação foi revelada pela revista Variety em carta enviada aos acionistas.

“Como observamos anteriormente, os atrasos de produção da Covid-19 em 2020 levarão a uma lista de 2021 que é mais pesada na segunda metade com um grande número de franquias retornando”, disse a empresa em sua carta aos acionistas. 

“E embora a distribuição de vacinas seja muito irregular em todo o mundo, estamos de volta e produzindo com segurança em todos os principais mercados, com exceção do Brasil e da Índia. Presumindo que isso continue, vamos gastar mais de US $ 17 bilhões em dinheiro em conteúdo este ano e continuaremos a entregar uma incrível variedade de títulos para nossos membros com mais originais este ano do que no passado”, finalizou o comunicado.

Leia mais sobre filmes e séries

O orçamento deste ano representa um aumento considerável com relação aos gastos do ano passado, que foram de cerca de US$ 11 bilhões, e de 2019, que totalizaram US$ 13,9 bilhões. 

Embora a Netflix tenha superado os ganhos e as projeções de receitas em suas ações, não bateu a meta de novos assinantes para o primeiro trimestre de 2021. Durante os meses de janeiro, fevereiro e março, cerca de 4 milhões de pessoas se tornaram assinantes, mas a meta era de 6 milhões.