logo

O Duque de Sussex retornou ao Reino Unido, após mais de um ano vivendo nos Estados Unidos, para o funeral do avô Príncipe Philip, que deve acontecer no próximo sábado, 17.


O Príncipe Harry chegou no último domingo, 11, ao Reino Unido para acompanhar o funeral do seu avô, o marido da Rainha Elizabeth, Príncipe Philip. A informação foi divulgada pela revista People e pela Entertainment Tonight e confirmada pelo Palácio de Buckingham. “O duque de Sussex está planejando comparecer”, disse um porta-voz real em uma entrevista coletiva, por People. O marido da Rainha Elizabeth faleceu aos 99 anos, no dia 9, no Castelo de Windsor.

Em entrevista ao canal de TV a cabo norte-americano Entertainment, a jornalista especializada em Família Real britânica Katie Nichol disse que a presença do príncipe pode ser o começo do fim das tensões entre ele e os membros da realeza após a divulgação da entrevista à Oprah Winfrey. “No momento, soube que ele está obviamente muito triste com a morte de seu avô, mas também aliviado e aliviado por estar aqui no Reino Unido e também ansioso para se reunir com sua família”.

Leia mais sobre a Família Real britânica:

Harry chegou pelo aeroporto de Heathrow e cumprirá a quarentena em uma das casas oficiais da Coroa, cumprindo as recomendações das autoridades de saúde britânicas. Porém, em caso de falecimento de um familiar, segundo as normas, as pessoas têm permissão para sair do isolamento para comparecer ao funeral dos seus entes queridos.
“Vai ser uma reunião emocionante, ele não vê sua família há mais de um ano, então acho que muitas pessoas estão pensando que talvez haja uma fresta de esperança em tudo isso que finalmente haverá uma reunião familiar”, completa Katie Nichol.

O Palácio de Buckingham confirmou que Meghan Markle não estará no funeral: “A duquesa de Sussex foi aconselhada por seu médico a não viajar. Portanto, somente o Duque estará presente”. Meghan está esperando o segundo filho do casal, uma menina que deve nascer a partir de junho, e ficou na Califórnia com Archie, que completa 2 anos em 6 de maio.

Infelizmente, é improvável que Harry passe um tempo com a Rainha, ou demais membros da realeza, antes do funeral. “Por causa de COVID, o Príncipe Harry simplesmente não pode ver a rainha. Nos próximos cinco dias, ele terá que se isolar, mas é claro, dado o que aconteceu e o que a rainha está passando, imagino que ela seja provavelmente a primeira pessoa que ele vai querer ver assim que lhe derem está tudo ok”.

Foto: Reprodução Instagram @clarencehouse

O funeral

O funeral do Príncipe Philip, o Duque de Edimburgo, acontecerá no Castelo de Windsor, na Capela de São Jorge. A lista de convidados é limitada a 30 pessoas devido às restrições sanitárias da pandemia e deve incluir membros imediatos da família de Philip: a Rainha Elizabeth, o Príncipe Charles, a Duquesa Camilla, o Príncipe Edward e a esposa Sophie, o Príncipe Andrew, a Princesa Anne, o Príncipe William e Kate Middleton.

A cerimônia fúnebre será transmitida ao vivo no Reino Unido no sábado, 17. No dia do funeral, por volta das 11h (horário de Brasília), o caixão será movido em uma pequena procissão cerimonial da entrada do Castelo até a capela. Espera-se que membros da Família Real, incluindo o Príncipe Charles, caminhem atrás do caixão. A rainha seguirá separadamente e diretamente para a capela.

Foto: Reprodução Instagram @clarencehouse
Foto: Reprodução Instagram @clarencehouse

O rito vem sendo tratado como um “funeral cerimonial” e que deve obedecer também às restrições sanitárias impostas pela pandemia da Covid-19 no Reino Unido. “Os funerais de estado geralmente são reservados apenas para o soberano. De acordo com o protocolo, como consorte da rainha, Philip será homenageado com um funeral real cerimonial, como a rainha-mãe foi em 2002”, explicou o comunicado divulgado pelo Colégio de Armas de Londres.

O cerimonial do funeral devem ser chancelados pela Rainha, mas reflete o desejo do Duque de Edimburgo de uma cerimônia particular. “Embora este seja naturalmente um momento de tristeza e luto para a família real e para muitos outros que conheceram e admiraram o Duque de Edimburgo, espera-se que os próximos dias também sejam vistos como uma oportunidade para celebrar uma vida notável: Notável ambos em termos de sua vasta contribuição e legado duradouro “, disse um porta-voz do Palácio de Buckingham.