logo
Entretenimento
Foto: Reprodução Instagram @theroyalfamily / Foto: Reprodução Instagram @theroyalfamily /
Entretenimento 09/04/2021

Morre Príncipe Philip aos 99 anos

O comunicado oficial do falecimento do Príncipe Philip, esposo da Rainha Elizabeth, foi divulgado pelo Palácio de Buckingham.

Marido da Rainha Elizabeth morreu em casa, na manhã desta sexta-feira, 9.


O esposo da Rainha Elizabeth, o Príncipe Philip, morreu na manhã de hoje, 9, aos 99 anos. Na conta oficial da Família Real no Instagram, foi postada uma foto do Duque de Edimburgo com a legenda: “É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor. A Família Real junta-se a pessoas de todo o mundo no luto por sua perda”.

Príncipe Philip era atraído pelos temas relacionados ao esporte, às tecnologias e à proteção do meio-ambiente. Quando jovem, ele praticava pólo e gostava de conduzir em carruagem desportiva equestre, bem como de iatismo e voo. Uma coincidência é que o avô de Kate Middleton, hoje esposa de seu neto Príncipe William, foi co-piloto do Príncipe Philip durante uma viagem aérea de 1962 pela América do Sul.

Ele foi patrono de mais de 800 organizações e instituições de caridade e compareceu a mais de 22.000 compromissos reais antes de se aposentar de funções públicas em 2017. Ele fundou a premiação Duque de Edimburgo na década de 1950, que incentivou os adolescentes britânicos a participar do voluntariado, construção de comunidade e habilidades ao ar livre.

Foto: Reprodução Instagram @theroyalfamily

Em várias aparições públicas, Philip era bastante espontâneo e teve uma imagem associada à piadas grosseiras e linguagem racialmente condenável. Em 1960, ele reconheceu essas “gafes” em um discurso destacando “a ciência de abrir a boca e colocar o pé nela, uma ciência que pratiquei por muitos anos”.

Foto: Reprodução Instagram @theroyalfamily

Foto: Reprodução Instagram @theroyalfamily

Leia mais sobre a Família Real britânica:

O príncipe grego que encantou a jovem Elizabeth

Philip foi o quinto filho do Príncipe André, da Grécia e da Dinamarca, e da Princesa Alice, de Battenberg. Philip nasceu em Corfu, uma ilha grega, em junho de 1921. Ele era o mais novo de cinco irmãos. Suas quatro irmãs se casaram com membros da nobreza alemã; uma delas, Cecilie, morreu em um acidente de avião em 1937 junto com seu marido, dois filhos e sua sogra.

Nenhuma de suas três irmãs vivas foi capaz de comparecer a seu eventual casamento com Elizabeth II por causa das relações pós-Segunda Guerra Mundial entre o Reino Unido e a Alemanha e também porque seus maridos tinham ligações com o regime nazista.

A maior parte da infância de Philip foi na França, e mais tarde ele se mudou para o Reino Unido para estudar. No Reino Unido, ele morou principalmente no Palácio de Kensington com sua avó materna, a Princesa Victoria, que depois viria a mudar o nome para Victoria Mountbatten, viúva do marquês de Mountbatten. Foi o nome dos Mountbatten que Philip adotou para o casamento com Elizabeth. É por essa razão que alguns membros da Família Real usam o sobrenome Mountbatten-Windsor.

Depois de se formar em Gordonstoun, uma famosa escola pública britânica, em 1939, Philip se alistou na Marinha Real e lutou durante a Segunda Guerra Mundial, o que lhe rendeu uma ascensão ao posto de Tenente Comandante. Philip conheceu a Rainha Elizabeth, então Princesa Elizabeth, também em 1939, quando ele a conduziu ao Royal Naval College, onde ele estava estudando. Elizabeth, então com 13 anos, teria se apaixonado rapidamente por seu príncipe de 18 anos. Os dois iniciaram uma correspondência e mantiveram contato durante a guerra. Em 1946, Philip pediu ao pai de Elizabeth, o rei George VI, seu consentimento para pedir sua mão em casamento. O noivado real foi anunciado um ano depois, depois que Elizabeth completou 21 anos, e depois que Philip se naturalizou como cidadão britânico. Ele precisou desistir de seus títulos reais europeus.

Foto: Reprodução Instagram @theroyalfamily

Foto: Reprodução Instagram @theroyalfamily

O casamento e os filhos com Elizabeth II

O casamento real aconteceu em novembro de 1947. A partir desse momento, Philip renunciou a todos os seus títulos reais anteriores e passou a ser conhecido pelo título de Duque de Edimburgo. Além disso, o pai da Rainha Elizabeth (que ainda era princesa nessa época), o rei George VI, concedei a Philip o título de ‘Sua Alteza Real’ um dia antes do casamento. Os dois foram casados por 73 anos.

Após a morte do rei George VI, a princesa Elizabeth virou Rainha Elizabeth II e sua ascensão ao trono tornou Philip o príncipe consorte. Os dois estavam em uma viagem oficial no Quênia quando souberam do falecimento do rei.

O primeiro filho fruto da união dos dois foi o Príncipe Charles, que nasceu em 1948. Depois, nasceu a Princesa Anne em 1950 e, posteriormente, o príncipe Andrew e o príncipe Edward em 1960 e 1964, respectivamente. 

Philip tinha oito netos (os filhos do príncipe Charles, o príncipe William e o príncipe Harry, os filhos da princesa Anne, Peter Phillips e Zara Tindall, as filhas do príncipe Andrew, a princesa Eugenie e a princesa Beatrice, e os filhos do príncipe Edward, Louise e James Windsor) e foi bisavô dos filhos do Príncipe William (o Príncipe George, a Princesa Charlotte e o Príncipe Louis), e do filho do Príncipe Harry e Meghan Markle, Archie Harrison.

Foto: Reprodução Instagram @theroyalfamily
Foto: Reprodução Instagram @theroyalfamily