logo
Entretenimento
Músico tem 82 anos de idade / Bruno Santos/FolhapressMúsico tem 82 anos de idade / Bruno Santos/Folhapress
Entretenimento 03/04/2021

Morre aos 84 anos o cantor Agnaldo Timóteo, vítima de covid-19

Cantor estava internado desde o dia 17 de março no Rio

Por : Metro World News

Após duas semanas internado com covid-19 na UTI do Hospital Casa São Bernardo, na Zona Oeste do Rio, morreu neste sábado o cantor Agnaldo Timóteo, de 84 anos.

O cantor foi internado desde 17 de março e no último sábado, dia 27 seu quadro se agravou e ele teve que ser intubado. Isso aconteceu apenas dois dias depois da equipe médica afirmar que seu quadro estava evoluindo positivamente e já estava sendo cogitada sua transferência para um quarto.

“É com imenso pesar que comunicamos o FALECIMENTO do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo. Agnaldo Timóteo não resistiu as complicações decorrentes do COVID-19 e faleceu hoje às 10:45 horas. Temos a convicção que Timóteo deu o seu Melhor para vencer essa batalha e a venceu! Agnaldo Timóteo viverá eternamente em nossos corações! A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha”, disse a família, em nota oficial.

Carreira

Agnaldo Timóteo Pereira nasceu em Caratinga, no interior de Minas Gerais, em 1936.

Chegou ao Rio de Janeiro em 1960, em busca de uma oportunidade como cantor e trabalhou como motorista da cantora Ângela Maria, que foi sua madrinha para a gravação do primeiro disco.

Mas foi em 1965, com o LP “Surge um Astro”, que veio a fama, quando emplacou a música “Mamãe” e passou a se apresentar no programa da Jovem Guarda.

Em 1967, com o álbum “Obrigado Querida”, chegou ao primeiro lugar nas paradas com a canção “Meu Grito”, de Roberto Carlos.

A partir gravou e lançou mais de 50 discos e emplacou vários sucessos, como “Ave-Maria”, “A galeria do amor” e “Verdes Campos”.

Além do sucesso na música, Timóteo teve também uma carreira como político, sendo eleito em 1982 deputado Federal pelo Rio de Janeiro e em 1994, e depois como vereador no Rio de Janeiro e em São Paulo, onde cumpriu dois mandatos.