logo

Em um ano de pandemia, já é possível identificar diversos hábitos e “sintomas” do isolamento social: medo, tédio, tristeza, mania de limpeza e solidão, entre os mais frequentes para os que têm o privilégio de trabalhar de casa. Com a árdua tarefa de arrancar sorrisos em meio à tensão pelo agravamento da crise sanitária, estreia hoje na Amazon Prime Video a série “5x Comédia”. 

A história parte da premissa da peça de mesmo nome, criada nos anos 1990 por Sylvia Gardenberg, morta em 1998.  Ela reuniu um time dos sonhos do humor, no elenco e nos textos. No palco, Débora Bloch, Fernanda Torres, Luis Fernando Guimarães, Miguel Magno e Diogo Vilela (substituído em São Paulo por Pedro Cardoso), sob direção de Hamilton Vaz Pereira, do grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Em 2017, a irmã de Sylvia, Monique Gardenberg, renovou a ideia com textos contemporâneos e outro elenco: Bruno Mazzeo, Lúcio Mauro Filho, Thalita Carauta, Débora Lamm e Fabíula Nascimento.

Para a série, Monique manteve a ideia de cinco histórias diferentes, uma a cada episódio. Se no teatro os assuntos eram livres, no programa a ação resume o único assunto possível: a pandemia e seus efeitos sobre nosso comportamento, além de uma bela noção de como a crise pode ter efeitos diferentes para as pessoas, dependendo de sua classe social.

Grande parte das gravações foram feitas com equipe reduzida, cada núcleo no seu canto, no maior esquema ação entre amigos. Embora dividindo o mesmo episódio, alguns atores jamais se encontraram durante a produção graças à tecnologia, truques de câmera e, claro, o próprio roteiro (veja abaixo mais detalhes de cada episódio). Por isso, para os atores, a “solidão” do monólogo por vezes se manteve em cena. 

O elenco tem muitos craques do humor, a maioria de rostinhos já bem conhecidos para quem consome vídeos na internet, como Gregório Duvivier, Rafael Portugal, Yuri Marçal, Thati Lopes e  Victor Lamoglia. Duvivier, que estrela o primeiro episódio, é velho conhecido do projeto. No espetáculo teatral de 2017, ele escreveu o texto interpretado por Lúcio Mauro Filho.