Terror ‘#Semsaída’ tem como pano de fundo o universo dos desafios de internet

Por Angela Correa

Uma olhada rápida em uma lista dos chamados challenges de internet mostra que o título “e olha no que deu”, como prenúncio de  algo desastroso, já é chavão.  Se o longa-metragem “#Semsaída”, que estreia hoje, fosse um desses, seria explicado assim: “Fui gravar um desafio na Rússia e olha no que deu”.

O influenciador Cole (Keegan Allen, de “Pretty Little Liars”) é famoso por  ir ao extremo em seus vídeos. Saltar de paraquedas é fichinha perto do que já fez e ser enterrado vivo é só mais uma “experiência” a ser devidamente registrada por câmeras.

Em busca de mais um vídeo que bombe o número de visualizações, ele chega, a convite de um amigo, a Moscou para participar de um “escape room” nível hard.

Devidamente trancafiado com a namorada e um grupo de colegas acostumados aos tais challenges, ele percebe que não vai precisar resolver charadas e andar por labirintos. Quem entra ali é uma espécie de ratinho de laboratório pronto para servir aos experimentos mais sádicos.

Não à toa, o filme tem sido descrito como uma [Le regard de Charles, França], de Marc di Domenico, combinação das franquias “Jogos Mortais” e “O Albergue”. O diretor, Will Wernick, que também assina o roteiro, é responsável por “60 Minutos Para Morrer” (2020), ambientado também em uma escape room.

Agora, porém, Wernick vira o foco para o universo da influência digital, que pode ultrapassar os limites tanto do ridículo quando dos riscos para os próprios influenciadores quanto para quem os acompanha. Um horror tenso, que pode deixar sem graça seguir esse tipo de conteúdo na internet.  

Loading...
Revisa el siguiente artículo