‘American Gods’ volta aos trilhos na terceira temporada

Por Metro

Chegando à terceira temporada nesta semana na Amazon Prime Video, a série “American Gods” sofreu perdas importantes que atrapalharam sua curta jornada. Muitos deram a história como encerrada  após um segundo ano confuso, mas o retorno mostra que a guerra entre deuses ressurgiu, transformada, para alívio dos seguidores desse “culto”.

Baseado no best-seller de Neil Gaiman, que assumiu o comando ao lado do produtor Chic Eglee para os novos episódios, a série já trocou duas vezes de showrunner após a elogiada estreia. Também perdeu nomes importantes do elenco, como Gillian Anderson (Mídia), Pablo Schreiber  (Mad Sweeney) e Orlando Jones (Mr. Nancy).

Esse último, demitido por  “razões criativas”,  apontou racismo em sua saída. Sobrou até para Ricky Whittle, que interpreta o protagonista, Shadow Moon, criticado por falta de apoio. Tudo isso alimentou uma predisposição negativa para a série.

Mas, apesar dessas batalhas internas, a história voltou aos trilhos, apresentando um dos momentos mais esperados pelos leitores de Gaiman.

Shadow Moon assume outra identidade após descobrir ser um semi-deus, filho de Odin, e se esconde na gelada cidade de Lakeside. Enquanto isso, seu pai (Ian McShane) ainda tenta convencer os antigos deuses a retomar a briga contra  os novos objetos de devoção humana, como a tecnologia e a mídia.

Embora mantenha o visual de encher os olhos, a série se compromete a ter tramas mais amarradas entre os episódios, o que serve tanto aos antigos quanto aos novos fiéis.

Os novos episódios entram no catálogo do Prime Video todas as segundas-feiras.  

Loading...
Revisa el siguiente artículo